Aeroporto de Salvador entre os piores do País

272

Entre os 20 aeroportos avaliados por passageiros, Viracopos, que movimenta de 5 a 15 milhões de pessoas por ano, teve a melhor nota

Passageiros brasileiros e estrangeiros entrevistados na terceira Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro avaliaram Viracopos, Vitória e Galeão como os melhores aeroportos do País. Na pesquisa, os 20 aeroportos do Brasil foram divididos em três categorias, sendo a primeira a que recebe até 5 milhões de passageiros por ano, a segunda de 5 a 15 milhões e a terceira acima de 15 milhões.

Na proporção de aprovação da média geral, que ficou em 4,36, 89% dos entrevistados avaliaram os terminais brasileiros como “bons” ou “muito bons”. A avaliação é realizada em uma escala de 1 a 5, onde 1 é considerado “muito ruim” e 5 é “muito bom”. A pesquisa foi realizada entre os meses de julho a setembro.

Avaliações

Considerado o melhor terminal entre os 20, Viracopos está no grupo que movimenta de 5 a 15 milhões e foi avaliado com nota 4,7. Na mesma categoria de Viracopos, aparece, em segundo lugar, o aeroporto de Curitiba (PR), com 4,72, seguido de Confins (MG), com 4,61. Nessa categoria, os com pior avaliação são os de Fortaleza com 4,21, Salvador com 4,26 e Porto Alegre com nota 4,33. A nota deixa o da capital baiana na 5ª pior colocação entre os 20 avaliados.

Já na categoria dos aeroportos que movimentam até 5 milhões de passageiros por ano, o aeroporto de Vitória (ES) foi o melhor, com 4,59, seguido dos terminais de Manaus (AM) e Maceió (AL), empatados com 4,51. Florianópolis foi o único que não atingiu a nota 4 – meta estipulada pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero).

Entre os que movimenta acima de 15 milhões de viajantes anuais, Galeão (RJ) ficou com a maior nota da categoria, 4,45, seguido de Brasília, com 4,41, Guarulhos (SP), 4,39, e Congonhas (SP), com 4,36.

Serviços

De acordo com a pesquisa, entre as principais queixas dos usuários estão a disponibilidade de bancos, caixas eletrônicos ou casas de câmbio. O custo-benefício do estacionamento, bem como o valor dos produtos comerciais e o preço cobrado pelos alimentos tiveram as menores notas.

A qualidade da internet e a disponibilidade de tomadas foram considerados regular. O levantamento foi realizado com 21.206 pessoas no trimestre por pesquisadores, que avaliaram 38 indicadores. O nível de confiança é de 95%, com margem de erro de 5%.

Fonte: brasil.gov.br

COMPARTILHAR