América Mineiro é o primeiro a garantir vaga no Brasileiro

88

Dois já estão rebaixados para a Série C em 2018

O América está de volta à elite do futebol brasileiro. E o retorno veio com três rodadas de antecedência até o fim da Série B. O Coelho manteve o embalo, derrotou o Figueirense por 2 a 1, neste sábado, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, e garantiu o acesso à Primeira Divisão do próximo ano. Rafael Lima e Giovani marcaram para os mineiros, enquanto Jorge Henrique fez o gol da equipe catarinense.

Além de fazer a festa no Orlando Scarpelli com a volta à Série A, o América assumiu a liderança da Segunda. O time mineiro foi beneficiado pelo tropeço do Internacional, que só empatou com o Villa Nova (1 a 1), no Beira-Rio, e cedeu a primeira posição ao Coelho, que chegou a 66 pontos, dois a mais que o Colorado. A três rodadas do fim da competição, o alviverde não pode ser ultrapassado pelo Oeste, primeiro time fora da zona de classificação para a Primeira Divisão.

Com o acesso garantido, o América busca o título da Série B, para voltar com moral mais elevado ainda à elite. O Coelho enfrentará o Juventude, no próximo dia 14, no Independência, Londrina, em 18 deste mês, no Paraná, e encerrará a participação diante do CRB, em 25 de novembro, em casa. O Figueirense, por sua vez, permaneceu com 43 pontos e volta a se preocupar com a zona de rebaixamento. O time catarinense encara o Vila Nova, na terça-feira (14), em Goiânia.

O jogo

O América mostrou logo no início que estava disposto a não desperdiçar a chance de subir para a elite. Gérson Magrão chutou para boa defesa de Saulo, a escanteio. Na cobrança, Rafael Lima testou para as redes e saiu para comemoração entusiasmada com os companheiros no banco: 1 a 0. Estava dado o primeiro passo para o acesso, já que o Coelho ganhou ainda mais confiança com o gol logo cedo.

O América tomou conta do jogo, aproveitando o desequilíbrio do Figueirense, que sentiu o peso do gol logo no começo. Mas o Coelho não conseguiu transformar a superioridade em um placar maior. O time da casa, aos poucos, melhorou a marcação e passou a atacar mais. E empatou aos 24, quando o veterano Jorge Henrique desviou de cabeça bola alçada em cobrança de falta, tirando do alcance de João Ricardo: 1 a 1.

A torcida passou a apoiar, e o Figueirense ganhou ânimo em busca da virada. O América se segurou na defesa e partiu nos contra-ataques, mas faltava encaixar o passe. Até que no último lance do primeiro tempo, aos 48, o Coelho aproveitou um vacilo dos anfitriões para voltar à frente do placar. A bola sobrou para Gérson Magrão, que viu a chegada de Giovani e tocou para o lateral completar: 2 a 1.

Festa no fim

O Figueirense voltou melhor no segundo tempo, até porque precisava buscar resultado melhor para seguir na luta contra o rebaixamento. O América, por sua vez, passou a cadenciar para sair nos contra-ataques, sem sucesso. O time da casa teve boa chance, mas Renan Mota concluiu fraco depois de boa jogada de Jorge Henrique. João Ricardo catou.

Preocupado em reforçar a marcação, Enderson Moreira trocou Renan Oliveira pelo volante Zé Ricardo. O Coelho por muito pouco não chegou ao terceiro gol. A trave salvou o Figueirense em cabeçada de Bill. Ernandes ainda pegou o rebote e concluiu para fora. Era o lance que praticamente definiria o acesso do América. A torcida, insatisfeita, passou a pressionar o time da casa e o goleiro Saulo foi o mais visado. Nos instantes finais, o time mineiro segurou o ímpeto do adversário e fez a festa merecida pelo acesso, com o apito final.

Quedas

Náutico de Recife e ABC, de Natal, são os primeiros a serem rebaixados para a Série C em 2018.

COMPARTILHAR