Ao completar 15 anos flex brasileiro ainda causa dúvida na hora de colocar o combustível

126

No ano de 2003, o primeiro carro flex brasileiro começou a rodar por nossas estradas. Ao longo desse tempo, o mercado mudou completamente, abraçando a flexibilidade dos modelos bicombustíveis em detrimento aos que só queimam um. Toda essa mudança e liberdade na hora de abastecer trouxe uma nova questão para os consumidores, a dúvida se era melhor colocar etanol ou gasolina no tanque.

Avaliar qual combustível tem o melhor custo-benefício é uma questão complexa e interpretativa, devido a vários aspectos técnicos do automóvel. Há motoristas que optam pelo etanol pelo custo relativamente menor, embora seja um combustível de menor rendimento, enquanto outros condutores optam pela gasolina, que possui uma autonomia maior, embora seja mais cara no posto.

O etanol pode ser composto de diversas matérias-primas. Especificamente no Brasil, ele é feito a partir da cana-de-açúcar. A principal vantagem é o preço no posto, justamente por não estar exposto às variações internacionais do petróleo.

Em Salvador, por exemplo, o preço médio do etanol tem sido de R$ 3,25 por litro (valor de agoto/18), em média 28% menor que o da gasolina comum. Porém, estima-se que o etanol renda 30% a menos que a gasolina comum.

A gasolina, por sua vez, tem como principal matéria-prima o petróleo. A principal vantagem é o rendimento. A gasolina possui um poder calorífico maior que o do etanol, o que consequentemente faz com que seja um combustível de maior autonomia. Porém custa mais caro, em média R$ 1,25 a mais que o etanol, estando sujeita a variações diárias, o que envolve também uma dose de imprevisibilidade para o motorista que quer programar seus gastos.

Etanol ou gasolina

Para calcular os percentuais e definir um combustível que mais valha a pena, pode-se utilizar a fórmula dos 70. Essa teoria diz que o etanol será vantajoso quando custar menos que 70% do valor da gasolina. Notamos que atualmente, em média, o etanol tem custado 28% a menos. Sendo assim, a gasolina é, levemente, mais vantajosa que o etanol neste cenário.

Lembrando que os valores do etanol e da gasolina têm uma variação muito grande de cidade, ou bairro, para outros locais. É possível utilizar uma pequena fórmula para saber qual combustível é mais vantajoso. Basta multiplicar o preço do etanol por 100. Depois, é só dividir o resultado pelo preço da gasolina. Se o valor for menor que 70, entende-se que o combustível vegetal é o melhor. Se for maior, a melhor opção seria o derivado do petróleo

COMPARTILHAR