Bahia tenta melhorar desempenho físico do elenco

11

O grupo se reapresentou na tarde de terça-feira (2), no Fazendão, e de novo terá uma intertemporada, já que a próxima partida será no dia 16 de agosto, contra o Atlético-GO, às 20h30, na Fonte Nova.

O dia foi dedicado as avaliações físicas no aparelho isocinético, já que os atletas necessitam de 24h de folga para realização desses exames para saber se existe desequilíbrio muscular.

Bahia 02 08 16A situação física do time é das reclamações do técnico Guto Ferreira desde que assumiu o Bahia. Ela responsabiliza essa questão para os maus resultados do time na Série.

Quem explicar melhor é o preparador físico Marcos Cezar: “Hoje o Bahia está entre os clubes que tem as melhores estruturas do Brasil. A aquisição desse equipamento, nos permite que façamos uma avaliação criteriosa dos jogadores de forma individual, buscando identificar possíveis desequilíbrios musculares. A partir daí podemos traçar um planejamento de treino individualizado. Para que a gente consiga, se por ventura se encontre desequilíbrio musculares em alguns atletas, poder corrigir e consequentemente isso vai fazer uma melhora do desempenho do atleta tanto do treinamentos quanto dos jogos. É um aparelho fundamental para conseguirmos avaliar o equilibro e a força muscular dos atletas”, disse.

O zagueiro Lucas Fonseca, que se recuperou de uma fissura no pé, o atacante Edigar Junio, que estava com um estiramento na coxa e o volante Gustavo Blanco, com dores na panturrilha, trabalharam na academia. Além de Gustavo, que voltou após se recuperar de uma cirurgia.

Já o zagueiro Jackson, que também está com uma fissura no pé, tratou na fisioterapia. O jogador fará um novo exame de imagem.

Nesta quarta-feira (3), o elenco trabalha nos dois períodos no Fazendão.

COMPARTILHAR