Baiana Amanda é a primeira brasileira campeã no UFC

30

Amanda NunesHistórico! Amanda Nunes, natural de Salvador, é a primeira brasileira campeã do UFC. No sábado (9), em Las Vegas, na edição 200 do Ultimate, ela castigou a então campeã Miesha Tate até tomar à força o cinturão peso galo por finalização.

Assim fez outra baiana, Adriana Araújo, que em 2012, na Olimpíada de Londres, entrou para a história como a primeira brasileira a ganhar uma medalha de bronze no boxe na competição. Foi a 100ª medalha do Brasil em Olimpíadas.

Como de costume, a baiana de 28 anos esbanjou saúde no início da luta. E terminou o duelo em 3min16. Amanda não deu chances e castigou Miesha, que sangrou muito com mão pesada da brasileira e foi imobilizada com um mata leão quando praticamente não tinha mais forças. Em suma, ela foi perfeita.

“Eu mandei uma mensagem para o Dana e disse a ele que seria a nova campeã do UFC. Eu sou a nova campeã. Eu me sinto incrível”, desabafou a brasileira após a histórica vitória.

Amanda também relembrou os anos de trabalho duro, elogiou a ex-campeã e dedicou o cinturão a avó.

Amanda Nunes 01“Há dez anos eu venho trabalhando muito forte para isso. Todo lutador tem chance de mudar sua maneira, eu sou esse tipo de lutadora, tive que buscar alternativas para as coisas acontecerem na minha vida. Miesha é uma oponente muito difícil. Agora vou voltar ao Brasil e visitar minha família, minha avó. Essa é para você, vó”, afirmou.

Amanda Nunes escreveu história em grande estilo. Com o doping de Jon Jones, que foi substituído por Anderson Silva e perdeu o duelo contra Daniel Cormier, a luta da brasileira foi alçada à condição principal do UFC 200. Assim, além de conquistar título inédito para o MMA brasileiro, ela o fez no maior evento já produzido pelo Ultimate.

Miesha Tate, por outro lado, perdeu o cinturão em sua primeira defesa. Ele havia conquistado o título dos galos com vitória sobre Holy Holm, que por sua vez havia vencido Ronda Rousey.

COMPARTILHAR