Banzaê: Aldeia Mirandela recebe serviços da Caravana da Justiça

51
Foto: Aline Valadares

A cidade de Banzaê recebeu na sexta (10) e no sábado (11) mais uma edição da Caravana da Justiça Social em Banzaê, no Nordeste do estado a 413 km de Salvador. O projeto itinerante foi dividido em dois locais. Na sexta, o distrito da Aldeia Mirandela Kiriri recebeu os serviços na Escola Estadual Indígena Zacarias, atendendo à população da região. Já no sábado, o projeto esteve na sede do município na Escola Municipal José Benevides. Durante os dois dias, mais de 2 mil pessoas foram atendidas.

“Essa é a primeira vez que a Caravana fica dois dias no mesmo município justamente para atender toda a população, sobretudo às comunidades indígenas que correspondem a uma grande parte dos habitantes de Banzaê”, afirmou o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins. “Estamos encerrando o ano com um saldo superpositivo do projeto. Até dezembro, ainda vamos passar por Santo Antônio de Jesus, Varzedo e Barra da Estiva, totalizando 16 caravanas em 2017”, completou Martins.

Mirandela

O fim de semana foi de festa para os Kiriris de Banzaê. Em novembro, são comemorados 20 anos da retomada do território da Mirandela, que durante anos foi alvo de disputa entre os posseiros e indígenas. Em 1997, os índios definitivamente retomaram o território que hoje já é demarcada oficialmente como território indígena.

Caravana

O mutirão gratuito inclui emissão de documentação pessoal, como RG, Carteira de Trabalho, CPF, Certidão de Nascimento e Casamento; cadastro no Programa Identidade Jovem (ID Jovem); solicitação e entrega de carteiras do Passe Livre Intermunicipal para Pessoas com Deficiência; atendimento do Bolsa Família e dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e de Referência Especializado (CREAS); orientações jurídicas; atendimento ao consumidor com o Procon; serviços de saúde e exames de DNA para o reconhecimento de paternidade, além de atividades culturais e de lazer.

Iniciada em 2016, a Caravana da Justiça Social surgiu do Mutirão Social do Programa Pacto pela Vida, criado, inicialmente, para prestação de serviços básicos a comunidades carentes de Salvador e Feira de Santana. Só este ano, o projeto já passou pelos municípios de Prado, Candeias, Senhor do Bonfim, São Sebastião do Passé, Entre Rios, Jussari, Dias d’Ávila, Catu, Salvador (nos bairros da Liberdade e Valéria), Maracás, Nova Viçosa e Teixeira de Freitas. No ano passado, foram realizadas 10 Caravanas, em nove Territórios de Identidade e mais de 3 mil quilômetros percorridos, beneficiando mais de 16 mil pessoas em todo o Estado.

COMPARTILHAR