Brasileiro: Bahia vence o Botafogo no Rio de Janeiro

304

Atuação do Glorioso foi pouco produtiva desde o início do jogo. O Tricolor aproveitou a chance que teve e subiu na classificação Brasileiro

Era mais uma chance de o Botafogo, contra um adversário direto, somar pontos e se afastar da zona de rebaixamento. Mas diferentemente dos empates recentes, a má atuação resultou em derrota por 1 a 0 para o Bahia, no Estádio Nilton Santos, na tarde deste sábado. Foi a segunda vitória do Bahia fora de casa no Brasileiro em 15 jogos.

O Glorioso iniciou a partida incomodando o goleiro Douglas. Luiz Fernando e Gilson, em jogada pela esquerda; Rodrigo Pimpão, em chute pela direita; e Bochecha, em finalização fraca tentaram, mas não tiveram êxito.

Armadilha

O tempo foi passando e a estratégia da equipe visitante foi ficando clara: marcar no campo de ataque e explorar eventuais erros na saída de bola alvinegra. E quase deu certo: primeiro na finalização de Paulinho, que Saulo defendeu, após passe errado de Marcelo Benevenuto, aos 16 minutos. Aos 28, contudo, Léo foi à linha de fundo e cruzou com perigo. A bola já havia passado pelo goleiro quando Ramires a alcançou, de carrinho. Mas também não conseguiu dar direção ao arremate.

Entrou, marcou

O segundo tempo não poderia ter começado pior para o time de Zé Ricardo. Após cobrança de falta da direita, Edigar Junio, sozinho entre os zagueiros, mandou para o gol – a bola ainda desviou em Igor Rabello antes de entrar. De todo modo, o atacante havia voltado para o segundo tempo no lugar de Gilberto, então tinha somente dois minutos em campo. E os visitantes continuavam mais perigosos: Depois de uma jogada pela esquerda, Paulinho finalizou e a bola foi para fora, mas com perigo.

Pouca inspiração

Primeiro susto botafoguense foi com Luiz Fernando, em jogada individual pela esquerda. Chute para fora. Dois minutos depois, cruzamento de Pimpão deu mais calor ainda nos baianos. No geral, porém, a equipe tinha dificuldade para penetrar na defesa rival. Aos 27, Bochecha encontrou Erik livre. De forma incrível, a finalização do atacante foi para fora do gol de Douglas.

A torcida mandante já xingava os jogadores antes do fim do jogo. E o coro de “time sem vergonha” só aumentou ao término da partida.

Ficha Técnica

Botafogo x Bahia

Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 20/10/2018 – 16h

Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

Público/renda: 6.415 pagantes (8.180 presentes) / R$107.6995,00

Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto, Rodrigo Lindoso e Zé Rafael

Cartões vermelho: Não houve

Gol: Edigar Junio (2’/2ºT 0-1)

Botafogo: Saulo, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Gilson; Jean (Erik, 9’/2ºT), Rodrigo Lindoso e Bochecha (Brenner, 31’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Marcos Vinícius, 23’/2ºT), Kieza e Luiz Fernando – Técnico: Zé Ricardo.

Bahia: Douglas, Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca e Léo; Nilton e Gregore; Ramires, Zé Rafael (Vinícius, 25’/2ºT) e Paulinho (Flávio, 36’/2ºT); Gilberto (Edigar Junio, Intervalo) – Técnico: Enderson Moreira.

COMPARTILHAR