Candeias: Apresentado projeto de requalificação do Museu Wanderley Pinho

303
Foto: Assessoria Setur Bahia

O projeto de requalificação do Museu do Recôncavo Wanderley Pinho foi apresentado à comunidade de Caboto, no município de Candeias, em audiência pública promovida pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur), no próprio equipamento, na quinta-feira, 22

A reforma, que inclui intervenções náuticas e a recuperação do parque do Engenho Freguesia, na Baía de Todos-os-Santos, faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento Turístico (Prodetur), que é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“É importante que a comunidade participe deste projeto, porque com o museu estaremos fomentando o empreendedorismo e a atividade turística e gerando emprego e renda na região”, afirma o secretário estadual do Turismo, José Alves.

Durante a audiência, a técnica Andréia Brandão, da Superintendência de Investimentos da Setur, mostrou os objetivos e estrutura do Prodetur, que visa ao desenvolvimento do turismo náutico e cultural nos municípios da Baía de Todos-os-Santos.

Entre as obras previstas para a requalificação do Museu Wanderley Pinho estão a reconstrução de um atracadouro e serviços de paisagismo. De acordo com a arquiteta Verônica Fernandes, do consórcio Domo/Sotero, responsável pelo projeto executivo, também está prevista a criação de um parque baseado no modelo do Instituto Inhotim, em Minas Gerais.

A museóloga Maria Célia Teixeira, da empresa Tecnomuseu, que cuida dos projetos de expografia e museologia, descreveu o Plano Museológico, com base nas demandas da comunidade. “Queremos construir um grande complexo museológico que integrará ecologia, etnografia, arqueologia, arte e história”, definiu.

Também da Tecnomuseu, Simone Trindade apresentou o Projeto de Exposição de Longa Duração, com o roteiro temático e a estrutura de cada ambiente do museu. Já Tâmara Azevedo, da Superintendência de Serviços Turísticos da Setur, falou sobre os projetos sociais do programa, a exemplo dos voltados para a qualificação do turismo náutico, produção associada ao turismo e combate à informalidade empresarial no setor turístico.

O secretário de Planejamento de Candeias, Robson Santana, destacou a relevância do Wanderley Pinho, como também ressaltou o historiador Jair Cardoso sobre o que representa o Museu para Candeias e  Bahia.

Após a apresentação, os representantes da comunidade tiraram dúvidas sobre o projeto e os desdobramentos com os técnicos. A prefeitura de Candeias foi representada na audiência pública pelos secretários de Planejamento, Robson Santana; de Turismo e Cultura e de Educação, Cássio Vinícius, e teve participação do historiador Jair Cardoso. Participou também a diretora do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, Fátima Santos.

Fonte: setur.ba.gov.br

COMPARTILHAR