Candeias: Bom Jorge vê quadro “caótico” nas finanças da cidade

40

O prefeito em exercício fez praticamente um desabafo no discurso na Câmara Municipal nas comemorações dos 58 anos de emancipação política e administrativa de Candeias, comemorados no domingo, 14.

WP_20160721_14_52_51_ProÀs 8h8min da manhã, o prefeito Luiz Tavares Bordoni, Bom Jorge, autoridades civis e militares participaram do hasteamento das Bandeiras de Candeias, da Bahia e do Brasil, na Praça Dr. Gualberto Fontes, quando foram também apresentados pela Filarmônica Lira Candeense os Hinos Nacional e de Candeias. Logo depois, acompanhado de secretários, vereadores e outras autoridades ele foi a uma missa celebrada na Igreja Nossa Senhora das Candeias, comemorativa ao 58° aniversário de emancipação político-administrativa da cidade.

No início da tarde, na Câmara Municipal de Candeias, participou da sessão de reabertura dos trabalhos legislativos, entrega de títulos de Cidadão de Candeias e, no pronunciamento, o prefeito em exercício fez um “desabafo forte” sobre as condições que encontrou a administração de Candeias.

Na posse, no dia 21 de julho, na Câmara, ele já havia comentado que sentiu a necessidade de ficar ausente durante o período em que foi vice-prefeito porque não queria ser considerado um dos poderiam atrapalhar a gestão do prefeito afastado. Em quase nada foi consultado.

No discurso que poderia ser apenas para enaltecer a Cidade das Luzes, Bom Jorge, se viu obrigado IMG_1907a traçar o quadro atual do Município, que beira ao caos administrativo, econômico e social em razão do que não foi feito na gestão hoje afastada.

Disse que o município não tem sequer uma conta em dia, deve aproximadamente R$ 12 milhões, a duplicação do viaduto da Nova Brasília foi iniciada sem qualquer pagamento (o segundo contrato porque o primeiro foi cancelado também por falta de pagamento), o Hospital Ouro Negro e a UPA estão sob intervenção já que o contrato com o Instituto Médico de Aracaju, (que tem um dos sócios e diretores preso) foi cancelado, e hoje quem administra as unidades é um interventor e que a folha de pagamento batia estava muito além do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Segundo ainda o prefeito em exercício, são necessárias medidas urgentes, drásticas e impopulares hoje para pensar na Candeias do amanhã, sob pena de provocar uma asfixia letal aos cofres da cidade.

Ao assumir, o prefeito Bom Jorge reduziu o número de secretários de 19 para 13, de subsecretários e exonerou centenas de funcionários dos cargos comissionados CC1, CC2, CC3 e CC4.

Ainda está revendo todos os contratos de fornecedores com a Prefeitura, que não paga em dia a alguns faz meses.

Chico x NeidePrefeito afastado

O sargento Francisco foi afastado da prefeitura de Candeias por determinação do juiz Ávio Mozar Novaes, da 12ª Vara da Fazenda Pública, no dia 29 de julho passado, em ação de improbidade administrativa por suposto desvio de recursos do SUS – Sistema Único de Saúde – em duas ações movidas pelo Ministério Público Federal, na Bahia, a partir de relatórios da Controladoria Geral da União que apontam danos ao patrimônio público e enriquecimento ilícito dos acusados (Processos nºs 13828-33.2016.4.01.3300 e 12934-57.2016.4.01.3300).

A Justiça também decretou, liminarmente, o bloqueio de mais de R$ 150 milhões dos envolvidos nas irregularidades.

COMPARTILHAR