Candeias: Câmara aprova projeto do Executivo que cria ‘Programa de Estágio’

256

As 100 vagas serão distribuídas em órgãos da administração municipal com bolsas que variam de R$ 250,00 a R$ 600,00

O Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo, que cria o “Programa Seguindo em Frente”, de estágio na Prefeitura de Candeias, cidade na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, foi aprovado por unanimidade dos vereadores na sessão ordinária realizada na terça-feira (4).

A proposta teve apoio dos 16 votos que estavam na sessão e um ausente (o vereador Diego Maia justificou a ausência em razão de compromisso externo inadiável anteriormente marcado e a data lhe fugia a competência decidir, mas que se lá estivesse seria mantida a unanimidade).

O programa “Seguindo em Frente” visa a contratação de 100 jovens-aprendizes-estagiários de todos cursos de nível médio e superior para atuar em secretarias e órgãos municipais.

Segundo o prefeito Pitagoras Ibiapina, do PP, o Programa Municipal de Estágio (Seguindo em Frente) é um sonho desde a época de estudante em Candeias, que agora pode realizar, e vai possibilitar a estudantes a aprendizagem com ajuda financeira de uma bolsa que varia de R$ 250,00 para 20h semanais (Educação Profissional de Ensino Médio) a R$ 600,00 para 30h semanais (Educação Superior).

De acordo com o secretário da Administração, Carlos Guedes, o projeto foi idealizado pelo prefeito Pitagoras e desenvolvido dentro da pasta com ajuda do diretor do Departamento de Recursos Humanos, John Kleber, que juntamente com a equipe o elaborou.

O estágio supervisionado com avaliação semestral vai ter a duração mínima de 6 meses e máxima de 12 meses.

O ingresso, que vai ser realizado por intermédio de empresa especializada, vai ser por meio de processo seletivo do qual vão constar prova escrita e análise de currículos e/ou entrevista.

Das vagas de estágio, 10% (dez por cento) vão ser destinadas a portadores de necessidades especiais.

O PL vai agora à sanção do prefeito Pitagoras Ibiapina com vigência imediata e deve ter início já no primeiro semestre de 2019.

COMPARTILHAR