Candeias: Secretária de Administração responde pela Prefeitura

92

O afastamento do prefeito Sargento Francisco, ocorrida ontem por ordem do juiz federal, Avio Mozar José Ferraz de Novaes, a pedido da Controladoria Geral da União, em processos por suposta fraude na verba da Saúde, coloca como responsável pela Prefeitura a secretária de Administração, Graça Ferreira, de acordo com o que determina o art. 106 da Lei orgânica do Município.

Chico 08Além do afastamento foi determinado o bloqueio dos bens dos réus nos processos: Sargento Francisco (PSD), da ex-secretária de Saúde, Iolanda Almeida, Maria Eugênia Barreto, Gustavo Silva de Araújo Góes e do Centro Médico Aracaju no valor de R$ 150 milhões de reais.

A informação foi passada na terça-feira, somente à tarde, pelo presidente da Câmara Municipal, Gil Soares, notificado pela Polícia Federal pela manhã e que também marcou para quinta-feira, às 14h, na sede do Legislativo, a posse do vice-prefeito, Bom Jorge, caso o alcaide Sargento não consiga derrubar a decisão que o afastou do cargo.

Nesta quarta-feira, haverá uma reunião extraordinária dos vereadores para discutir a questão.

Para a posse, é necessária a presença de 1/3 dos vereadores (6) na sessão extraordinária. A base do Sargento, apesar da crise, é de 14 dos 17 vereadores. Quatro foram eleitos no palanque do prefeito.

Histórico

É a terceira vez seguida que Candeias pode ter um prefeito que não termina o mandato na cadeira do Palácio do Ouro Negro. Desde 2008 Candeias vive o senta-levanta na Prefeitura. Naquele ano, Amiga Ju foi cassada. Em 2012, foi da vez de Maria Maia. Agora, é a vez do sargento Francisco que não foi cassado, mas pode terminar o mandato afastado do cargo por ter sido suspenso por 180 dias, que termina depois de 31 de dezembro de 2016.

Números para consulta processual na Justiça Federal:

Processo relativo ao Instituto Médico Cardiológico da Bahia – 12934-57.2016.4.01.3300 – JFBA

Processo relativo ao Centro Médico Aracaju EIRELI EPP – 13828-33.2016.4.01.3300

COMPARTILHAR