Copa do Mundo Uruguai vence Egito com gol de zagueiro no fim

158

O Uruguai venceu hoje (15) o Egito com gol do zagueiro Giménez aos 43 minutos do segundo tempo. As equipes se enfrentaram na primeira rodada do grupo A da Copa do Mundo. O forte ataque uruguaio – com Cavani, do Paris Saint-Germain, e Suárez, do Barcelona – teve poucas oportunidades de gol e não marcou. A grande estrela do time africano, Mohamed Salah, ainda se recupera de uma lesão no ombro e, apesar de ter sua presença em campo especulada na véspera do jogo, assistiu à partida do banco de reservas.

O zero a zero do primeiro tempo foi decepcionante para as duas torcidas. O time sul-americano tomou a iniciativa desde o início da partida, teve mais posse de bola, mas preocupou pouco a defesa egípcia.

O único lance de perigo do Uruguai no primeiro tempo foi aos 23 minutos de jogo. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Suárez à esquerda da pequena área. Ele emendou para o gol, e a bola estufou a rede pelo lado de fora. Muita gente gritou gol no estádio de Ecaterimburgo. O lance assustou o adversário, que passou a sair mais para o jogo. Mas a defesa uruguaia, comandada pelo experiente Godín, afastava o perigo.

Segundo tempo

Com menos de um minuto do segundo tempo, Cavani deu um passe precioso para Suárez dentro da grande área. Ele venceu o zagueiro na disputa de corpo e bateu forte, à queima-roupa, para a defesa de El-Shenawy. O goleiro do Egito, destaque do time no jogo, fechou bem o espaço e defendeu com o joelho direito.

Apesar do início animador, o Uruguai continuava sem criatividade no ataque na segunda metade do jogo. Bem fechada, a defesa egípcia não deixava Suárez dominar a bola com tranquilidade rumo ao gol. Aos 27 minutos, o camisa 9 recebeu de Cavani com espaço. Ele entrou na pequena área e tentou driblar o goleiro, mas El-Shenawy agarrou a bola nos pés do atacante.

O Egito apostava nos contra-ataques para tentar surpreender. Aos 35 minutos, levou perigo em um contra-ataque em velocidade, mas faltou finalização.

Aos 37 minutos, Cavani, que até então optava por dar passes para Suárez, arriscou um chute forte de fora da área, para excelente defesa do goleiro. Aos 42, outra boa chance uruguaia, novamente com Cavani. Ele sofreu falta na entrada da área e ele mesmo fez a cobrança. A bola explodiu na trave esquerda de El-Shenawy.

O gol salvador só veio aos 43 minutos. Em cobrança de falta, Sánchez jogou a bola dentro da área e Giménez marcou de cabeça. Festa no campo e muito alívio da torcida uruguaia. Salah, do banco, não escondeu a decepção.

Com a vitória, o Uruguai vai a três pontos, mas fica em segundo lugar no grupo, porque a Rússia tem maior saldo de gols, conquistado ontem na vitória de 5 a 0 contra a Arábia Saldita. O Egito fecha a primeira rodada do grupo A em terceiro lugar.

COMPARTILHAR