FGTS: Trabalhador vai ter nova chance de sacar o abono de 2016

7118

Os trabalhadores dos setores privado e público que não sacaram o abono do programa PIS/Pasep, referente ao ano-base 2016/calendário 2017, terão uma nova oportunidade de retirar o dinheiro. O prazo para receber os valores será reaberto no próximo dia 26. Em todo o país, 1,96 milhão de beneficiários poderão ir à Caixa Econômica Federal ou ao Banco do Brasil fazer o saque.

O prazo terminou em 29 de junho. Mas, na última quarta-feira, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou a reabertura, desta vez, até 30 de dezembro.

De acordo com o Ministério do Trabalho, há um total de R$ 1,44 bilhão disponível para saque, sendo que para os trabalhadores e servidores no Rio são R$ 164,5 milhões. O pagamento do PIS é feito na Caixa Econômica e o do Pasep, nas agências do BB.

O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele atuou no mercado com carteira assinada em 2016. Quem trabalhou, por exemplo, o ano todo vai receber o valor cheio, equivalente a um salário mínimo (R$ 954). Já os que trabalharam por apenas 30 dias terão direito ao valor mínimo de R$ 80.

Tem direito ao abono quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais em 2016. Também era preciso estar cadastrado no PIS, para quem é contratado por empresa privada e é regido pela CLT, ou no Pasep, destinado ao funcionalismo público, há pelo menos cinco anos. É obrigatório o empregador ter incluído o empregado na Relação Anual de Informações Sociais, entregue ao Ministério do Trabalho todo ano.

COMPARTILHAR