Juíza bloqueia R$ 200 mi do Palmeiras e de Scarpa

167

Em decisão na última sexta-feira, a juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, determinou arresto no valor de R$ 200 milhões de Palmeiras e Gustavo Scarpa, atendendo pedido feito pelo Fluminense na interminável batalha jurídica.

“Pelo exposto, acolho o requerimento da Reclamada para, nos termos dos artigos 300 e 301, do CPC/15, conceder a tutela de urgência requerida, procedendo o arresto do montante de R$ 200.000,00 (duzentos milhões de reais), nas contas bancárias do autor, GUSTAVO HENRIQUE FURTADO SCARPA, e do terceiro interessado, SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, a fim de garantir futura execução, valor este relativo à cláusula indenizatória pactuada”, escreveu a magistrada.

A decisão é uma segurança dada ao Flu caso o time carioca venha a ganhar a causa, que segue tramitando no Rio de Janeiro e ainda não foi definida. O Palmeiras e o jogador têm cinco dias úteis para atender a ordem.

Gustavo Scarpa, porém, pode seguir defendendo o clube alviverde normalmente, já que o arresto não determina a rescisão de seu contrato com a equipe paulista. Ele pode jogar pelo time palestrino desde que recebeu habeas corpus do TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília, no dia 25 de junho.

COMPARTILHAR