Madre de Deus: Omissão do Governo do Estado leva moradores a interditar BA

260
Foto: madrenoticias

Mesmo sabedores da situação (todos os governadores), inclusive, recentemente cobrado pelo prefeito Jéferson Andrade, o governador Rui Costa sempre prometeu, mas a obra jamais saiu do papel

A situação demanda há anos. A BA 523 liga a cidade de Madre de Deus, uma das mais ricas da Bahia, a todos os municípios e a poucos metros fica a Refinaria Landulfo Alves (Relam), uma das maiores do país e geradora de riqueza e renda para o Estado e os municípios de Madre de Deus e São Francisco do Conde.

Apesar disso é, por metro quadrado, uma das vias com maior número de buracos e de muitas crateras nas estradas baianas administradas pela Governo do Estado, que agora alega, rompimento de contrato para o atraso no início de recuperação pela necessidade de nova licitação ou nova empresa.

Revoltados, moradores unidos e algumas lideranças, decidiram interditar o tráfego de veículos desde às 5h30 da manhã desta terça, 8, causando mais transtornos ainda a motoristas e motociclistas que precisam utilizar a pista e só o fazem em razão da falta de opção.

A BA tem uma extensão em torno de 15 km, mas o trecho com maiores problemas é o que dá acesso a Madre de Deus, objeto de muitas reclamações, queixas e pedidos de providências há décadas, mas que nunca foi recuperada.

Trafegar no local é martírio. São centenas de buracos e crateras e quando chove, a situação se torna ainda mais séria.

Os danos nos veículos (automóveis e caminhões) são altos para particulares e empresas.

A viagem, que poderia durar 25 min não é feita em menos de 45 min por causa das condições da BA 523, que fica a 65 km de Salvador, centro do poder do Governo da Bahia.

Apelos já foram feitos de todas as formas às autoridades estaduais que se omitiram por vários anos.

Impossível com tantas redes sociais que o Estado da Bahia não tenha ninguém do governo sem saber.

Agora, talvez pela primeira vez, a reação indignada da população deve causar resultados já que a situação de hoje afeta o tráfego de veículos de 150 mil moradores de Candeias, Madre de Deus e São Francisco do Conde e todos aqueles que visitam a região e trabalham gerando renda para a Bahia.

COMPARTILHAR