Morre traficante suspeito de 120 homicídios

370
Foto: Divulgação SSP / BA

Ursicino Vagner Santos Seixas, conhecido como Cicinho, era líder do tráfico em Valença e Santo Antônio de Jesus

Após denúncia anônima, policiais do Setor de Investigação da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, em Valença, no Baixo Sul baiano a 255 km de Salvador, localizaram o líder do tráfico de drogas no baixo sul, Ursicino Vagner Santos Seixas, conhecido como Cicinho, no centro da cidade, no momento em que recolhia dinheiro proveniente da venda de entorpecentes.

Ele é apontado pela polícia como autor ou mandante de mais de 120 homicídios na região, além de fornecer armas e drogas para outros integrantes de uma facção criminosa. Já tinha cumprido pena por tráfico de drogas e homicídio no presídio de Serrinha.

No centro da cidade os policiais identificaram Cicinho num Voyage cinza, de placa QOF 8696, e começaram a acompanhar o veículo. Nas imediações do trevo que dá acesso ao bairro Novo Horizonte fizeram a interceptação.

“Quando Cicinho percebeu a aproximação dos investigadores, já desceu do carro atirando diversas vezes, e no confronto foi atingido e encaminhado para o pronto socorro da Santa Casa de Misericórdia de Valença, mas não resistiu aos ferimentos”, explicou o responsável pela 5a Coorpin, delegado José Raimundo Pinto, lembrando que uma guarnição da 33a Companhia Independente da Polícia Militar (Valença) deu apoio na operação.

Com ele, a polícia informou ter encontrado uma pistola de calibre 38 e R$ 12.324 em espécie dentro do veículo.

Ainda de acordo com o coordenador regional, Cicinho chegou a ser socorrido para Santa Casa de Misericórdia de Valença, contudo não resistiu aos ferimentos. Com o traficante, a polícia encontrou uma pistola ponto 380, R$ 12.324 e dois celulares, que foram apresentados no Complexo Policial do município.

Fonte: Ascom SSP / BA

COMPARTILHAR