Onze mortes nas estradas na Bahia no São João

30

O trabalho dos órgãos de trânsito e segurança, no São João da Bahia 2016, foi apresentado hoje e registrou como mais importante o combate à violência nas rodovias em comparação com a festa do ano passado. Em quatro dias de fiscalização neste ano, houve o registro de 20 acidentes graves, com 81 feridos e 11 mortes. Em 2015, foram 45 acidentes, 117 feridos e 23 mortes.

Os números mostram redução de 52,17% no índice de mortos e de 55,56 % no de ocorrências graves. O balanço final da ‘ Operação São João’ foi divulgado, nesta segunda-feira (27), pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), que atuou em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as polícias Civil e Militar e prefeituras.

No período junino, foram abordados 14.923 veículos e 24.674 pessoas, em blitzes de alcoolemia e educativas, nos acessos aos dez municípios do interior do estado mais procurados nesta época, resultando em 3.901 autuações. O teste do bafômetro foi realizado em 4.570 condutores. Destes, 102 infringiram a ‘Lei Seca’ e vão responder ao processo de suspensão do direito de dirigir.

Segundo o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes, os números da fiscalização conjunta ultrapassaram as metas. “Tínhamos projetado redução de 40% no número de mortes e passamos de 50%. Tivemos mais de 50% de redução também em acidentes graves. Acertamos quando decidimos unir esforços com as polícias para aumentar a segurança nas rodovias. Agora, vamos consolidar os dados para definir ações nos locais com maior incidência de infrações e acidentes, como prevenção para os próximos feriados prolongados”.

COMPARTILHAR