Planserv ganha prêmio de gestão, mas governo quer mudar modelo

129

A escolha tem a participação direta de empresários e executivos, segundo fez questão de destacar a coordenadora do Planserv

Pela sétima vez, o Planserv é vencedor do Prêmio Benchmarketing Saúde. Nesta edição, conquistou o primeiro lugar na categoria Operadora de Autogestão, ficando à frente de grandes empresas nacionais do setor. A entrega da premiação será realizada em outubro. O Prêmio Benchmarking é a maior do mercado de saúde do Nordeste. A eleição é feita por voto direto de empresários, executivos e demais atores da saúde suplementar baiana.

Cristina Cardoso, coordenadora do Planserv

“Trabalhamos com base na aplicação criteriosa dos recursos financeiros de que dispomos e, por conta desse modelo de gestão, o Planserv goza de credibilidade no mercado da saúde na Bahia”, avalia a coordenadora geral do Planserv, Cristina Cardoso.

Segundo a organização da premiação, “vence, no ano de referência, quem foi mais inovador, competente em práticas de gestão e que se dispôs a divulgar suas estratégias para o mercado”.

Mudança

Apesar disso, o governador Rui Costa quer mudar a gestão do órgão e contratou empresa da iniciativa privada para isso porque, segundo ele, o Eatado gasta muito por mês com o servidor. Disse recentemente, que o Planserv custa R$ 1,5 bilhão por ano (mas não falou quanto arrecada), enquanto com os 15 milhões de baianos o Estado tem despesa de R$ 5 bilhões. O orçamento para 2018, na Bahia, é de R$ 45,3 bilhões.

A afirmação foi feita na semana passada em Valença quando o governador foi questionado por uma beneficiária e publicada neste portal no dia 30 de junho: http://tudonews.com.br/rui-costa-nao-descarta-limite-para-uso-do-planserv/

COMPARTILHAR