Riachão do Jacuípe: Tânia Mattos desiste da candidatura

55

A prefeita Tânia Mattos, do PDT, anunciou durante entrevista concedida hoje, 22, depois de uma reunião com os partidos da base a as lideranças politicas que seguem o grupo,  que não é “candidata a reeleição no pleito em outubro deste ano”.

Era uma informação que já circulava nos meios políticos, mas haviam duas resistências: Dela, para não disputar a reeleição, e da base aliada – vinculada ao governo do Estado, que tem como maiores partidos o PT, PSD, PP, PDT, PCdoB – por não concordar incialmente com o nome de Carlos Mattos, sobrinho da prefeita, mas filiado ao DEM, que tem como grande líder na Bahia o prefeito de Salvador, ACM Neto, provável postulante ao cargo de governador em 2018.

Carlos MattosVereador, Carlos Mattos é uma das figuras mais importantes na gestão da pedetista.

Foi no período secretário de Finanças, o que provoca “divergências internas” por ter voz muito ouvida por Tânia.

O começo de governo foi tumultuado com atraso de salários e depois com obras paralisadas.

Depois de acordos com os governos estadual e federal e com os INSS, o asfaltamento de parte do Centro da cidade e a reforma do estádio Walfredo Matos, apesar das divergências políticas internas, como a dissidência do vice, Francisco Tadeu, a imagem da gestão Tânia melhorou.

Adversários

Lauro Falcão, ex-prefeito e filiado ao PTN, teve pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) anulado parecer anterior do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM) que havia rejeitado as contas referentes ao ano de 2012. Em decisão publicada na edição do Diário da Justiça Eletrônico (DJE) desta quarta-feira (20), o juiz de direito Manoel Ricardo D’avila declarou procedente o pedido formulado por Falcão. Ainda cabe recurso e Laurinho pode estar inelegível.

O outro provável adversário nas eleições de outro deste ano é o empresário Zé Filho (José Ramiro Ferreira Filho) que, na eleição de 2012, apoiou juntamente com Laurinho a Dra. Gleide Oliveira, sendo candidato a vice na chapa encabeçada pelo PCdoB.

Líder empresarial na região, Zé Filho aspira ao cargo há anos e agora vê essa possibilidade mais claramente pelo PSD, partido do senador Otto Alencar.

COMPARTILHAR