Salvador: O caos do transporte coletivo no bairro do Trobogy

119
Foto: Tudo News

Empresa Integra (Salvador Norte) não cumpre horários e deixa indignados usuários do serviço de transporte coletivo por ônibus

Este domingo, 8, foi de transtorno para os milhares de moradores de vários conjuntos habitacionais servidos pela linha 1302, ou Vila 2 de Julho/Trobogy – Lapa, que não cumpriu os horários disponibilizado no site da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana.

No início da tarde, dezenas de pessoas passaram até 1h30min nos pontos da Vila 2 de Julho, em frente aos conjuntos Mirante do Trobogy, Asa, Mocambo e Trobogy, esse último deu nome ao bairro. Na localidade, moram 12 mil pessoas, muitas das quais usam a linha.

O horário com previsão no City Mobi nunca era cumprido. O das 12h40, sentido Lapa, deveria passar nos conjuntos habitacionais citados acima, mas até às 13h45 não apareceu.

As pessoas cansaram de esperar no ponto da estação Flamboyant do Metrô. Como se prepararam pagar gastar R$ 1,85, que é o valor especial dos domingos, não tinham condições gastar com o preço normal de R$ 3,70, o que dobraria o valor a dispensar, foram obrigados a esperar até 2h30.

Na Lapa, havia previsão de sair um ônibus da linha 1302 às 16h05, até às 16h30 não havia aparecido na estação que ficou por muitas vezes vazia de passageiros indignados e sem ônibus. Quem podia, foi para o metrô pagar os R$ 3,70 ao invés de R$ 1,85.

No site meubuuzu.com.br, o cidadão soteropolitano acha as linhas, horários de ida e volta e percurso de todas as linhas.

“A Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana), que tem como titular Fábio Mota, indicação do MDB, alardeia cumprimento fiel de horário, mas que pega buzu é que sabe o que sofre aos sábados à tarde, domingos e feriados”, disse um dos passageiros.

COMPARTILHAR