Salvador: Professores municipais em greve pedem apoio à OAB

91
Foto: Reprodução Internet

Os professores da rede municipal de ensino de Salvador estão, neste momento, concentrados na Praça da Piedade, no Centro de Salvador, vão se dirigir ainda hoje à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/BA), também no mesmo local, para pedir colaboração nas negociações com a Prefeitura quanto ao reajuste salarial que reivindicam e que resultaram na greve.

Parados há 21 dias, os servidores da Educação reduziram o pedido para 6,8%, mas querem que o percentual seja aplicado também para os aposentados, inativos e os não efetivos.

Eles descartam motivação política como tem dito o prefeito ACM Neto, que alega infiltração de adversários.

A Prefeitura de Salvador informa que apenas 36 das mais de 400 escolas municipais estão com as atividades prejudicadas, o que representa menos de 9 por cento, e mantém os 2,5% de proposta de reajuste para os salários da categoria.

Servidores

Os demais servidores municipais também diminuíram o percentual de 23% para os mesmos 6,8% pedidos pelos professores, e realizam assembleias hoje e também estarão buscando ajuda de entidades da sociedade civil organizada. No início do mês, os trabalhadores da área da saúde suspenderam as atividades em vários postos dificultando, inclusive, a vacinação contra a gripe H1N1.

COMPARTILHAR