Salvador tem o 1° hospital municipal em quase 470 anos

134
Secom; Prefeitura de Salvador

Pela primeira vez em 469 anos de existência, Salvador ganha o maior equipamento na área da saúde construído pela Prefeitura e instalado em uma das áreas mais populosas e carentes da cidade, com aproximadamente 250 mil habitantes. Com investimento de mais de R$120 milhões, o Hospital Municipal de Salvador (HMS) já é uma realidade para a população a partir desta quarta-feira (4), após inaugurado pelo prefeito ACM Neto com grande festa na Boca da Mata, na região de Cajazeiras. Além da população, estiveram presentes na solenidade secretários e gestores municipais, políticos, prefeitos de diversas cidades baianas, demais autoridades e convidados.

Emocionado, o prefeito lembrou todo o processo realizado para que o HMS fosse transformado em realidade e agradeceu a todos os envolvidos neste processo. “A Prefeitura conseguiu superar todos os obstáculos para cumprir com esse compromisso firmado com a população. Que o Hospital Municipal de Salvador seja uma lição para os políticos de que, quando se aplica corretamente o dinheiro público e se trabalha com amor e dedicação, tudo é possível. Que seja também uma lição para o povo, com o desejo de que esta obra toque o coração de todos, porque há muitas pessoas que talvez fossem perder a esperança de viver e, agora, vão encontrar essa esperança aqui. A partir desta noite, o hospital passará a salvar a vida de milhares de pessoas desta cidade”, afirmou ACM Neto.

Desde as 19h de hoje até o dia 29 deste mês, o HMS vai atender apenas casos de urgência enviados pelo SAMU de Salvador e Central Municipal de Regulação. Nesse período para ajustes operacionais, a capacidade será de 30 atendimentos por dia. O atendimento ambulatorial será aberto no próximo dia 9. A partir do dia 30 de abril, com o funcionamento em 100%, o hospital estará aberto para todos os casos de urgência e emergência mediante classificação de risco.

A estrutura possui equipamentos semelhantes aos utilizado pela rede particular. Com funcionamento 24 horas por dia, o HMS está integrado à rede de urgência e emergência, servindo principalmente de retaguarda para os casos mais complexos das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e do SAMU de Salvador. O hospital tem ênfase em atendimentos de urgência e emergência, mas também contará com ambulatório de egressos da unidade hospitalar para suporte ao atendimento. A capacidade é de 500 atendimentos por dia apenas no setor de urgência e emergência.

São 210 leitos – 30 de UTI (adulto e pediátrico), 150 de clínica médica e cirúrgica e 30 de clínica pediátrica. A emergência tem ênfase em traumatologia, ortopedia e urgências clínicas. Para isso, há 26 leitos de observação para adultos, sete para crianças e 22 poltronas para aplicação de medicamentos. Esse mesmo setor conta ainda com salas de curativo, aplicação de gesso e estabilização, de reanimação de vida e leitos similares ao de terapia intensiva.

COMPARTILHAR