Vitória vira sobre o Coritiba e se afasta do Z4

10

Impaciente, mas confiante, a torcida incentivava. No placar, 1 x 1. Sete minutos para o final do jogo – computados os quatro de acréscimos – Marinho recebe a bola pela esquerda, nas proximidades da área, dribla o marcador e manda um lindo chute no ângulo. Era o gol da virada.

O Vitória fazia 2 x 1 no Coritiba e ainda marcaria com Kieza, os 2 minutos, do fim fechando o placar: 3 x 1. Um triunfo reabilitador conquistado pelo rubro-negro na noite desta quarta-feira (3), no Estádio Alberto Oliveira, em Feira de Santana, a 116 km de distância de Salvador.

Vagner Mancini 01Todos os três gols do jogo foram no segundo tempo. Raphael Veiga abriu o placar para o Coritiba, o zagueiro Juninho (contra) empatou ao tentar desviar um cruzamento do colombiano Sherman Cárdenas, e nos sete minutos finais, Marinho foi decisivo. Além do golaço, o atacante iniciou o lance que Kieza aproveitou para assinalar seu sétimo gol no Brasileiro.

Com o resultado, o Vitória, momentaneamente, fica na 13ª colocação e aguarda a complementação da rodada na noite desta quinta-feira (4). E voltou a vencer depois de 5 rodadas onde empatou 3 e perdeu 2.

Vitória e Coritiba fizeram um jogo morno na etapa inicial e o rubro-negro teve a primeira grande chance: aos 8 minutos, na base do toque de bola, envolveu a zaga adversária e Willian Farias ficou sozinho diante do goleiro Wilson. Só que ele preferiu passar a bola para Kieza ao invés de finalizar e o atacante estava impedido. O time paranaense criou mais nesta etapa e ainda carimbou a trave com Iago.

Depois de sofrer o gol com 2 minutos no segundo tempo – Raphael Veiga cabeceou sozinho na área após cruzamento da esquerda – o técnico Vagner Mancini mudou o time aos 8 em duas posições:  Flávio substituiu Amaral e Vander entrou no lugar de Dagoberto.

O time cresceu, a torcida incentivou sem parar, e aos 15 minutos saiu o empate. Cárdenas mandou a bola para área em direção a Kieza, e o zagueiro Juninho ao tentar rebater acabou encobrindo o goleiro Wilson.

O jogo ficou franco. Os dois times partiram em busca do desempate e o Vitória foi feliz aos 42 minutos. Marinho, na entrada da área, pela esquerda, tirou o adversário da jogada e acertou um lindo chute no ângulo.

E ainda teve tempo para mais um: aos 47, Marinho enfiou a bola para Vander cruzar rasteiro em direção a Flávio. O lateral Dodô tentou afastar e a bola sobrou para Kieza completar para o gol acabando com o jejum.

Domingo, dia 7, o Vitória fará contra o Palmeiras o último jogo no primeiro turno, às 16h, no Allianz Parque, em São Paulo (SP).

COMPARTILHAR