Acidente causa morte de 4 pessoas no Oeste baiano

234
Foto enviada por App

Uma câmera de segurança flagrou parte do acidente com o ônibus de uma empresa de turismo tombou no km 172,9 da BR-135, no trecho da cidade de Barreiras, no Oeste baiano a 799 km de Salvador, nesta sexta-feira, 15/1.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), quatro pessoas morreram no momento do acidente. As vítimas são dois homens, uma mulher e uma criança, que não teve idade divulgada.

Informações preliminares dão conta que de que ao menos 21 pessoas ficaram feridas. Dois dos feridos, com ferimentos mais leves, foram socorridos para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) próxima ao trecho do acidente, já as outras 19 pessoas foram levadas para o Hospital Geral do Oeste.

Até por volta das 13h30, sete pessoas que foram atendidas no Hospital Geral do Oeste já tinham tido alta e outras 12 aguardavam por exames e cirurgias.

As imagens gravadas são impressionantes. No vídeo é possível ver que chovia no momento do acidente. As câmeras não chegam a mostrar o momento exato em que o veículo tomba, mas é possível ver o momento em que ele desliza por muitos metros, depois de virar.

Na gravação também é possível ver pessoas saindo do veículo. De acordo com o horário marcado pela câmera de segurança, o acidente aconteceu pouco antes das 3h.

O veículo pertence a uma empresa de turismo de Maceió, a Valdo Turismo. A companhia atende pelos números disponibilizados no site e nas redes sociais da empresa.

O ônibus saiu da cidade de Valença, no Piauí, e tinha como destino a capital paulista. Ainda não há detalhes se o coletivo estava com a documentação em dia.

Passageiros

Ainda não há informações de quantas pessoas estavam no ônibus, no entanto, alguns passageiros disseram que o coletivo estava cheio. Um deles é o Júlio Ferreira dos Santos, que estava com a esposa e o filho no veículo.

O ônibus estava lotado. Eu estava acordado na hora do acidente. Só vi quando ele bambeou, aí eu gritei logo. Um companheiro que estava sentado mais à frente gritou também, aí se apavorou todo mundo. Eu tô achando que ele [motorista] cochilou. O outro [motorista reserva] vinha dormindo. A pista estava muito molhada também. Tava chovendo ainda, fininho. Foi um barulho danado. Menino chorava, gente gritava. Eu mesmo gritei muito. Muita gente pedindo socorro“, disse ele.

COMPARTILHAR