Assassino de sargento da PM morre ao reagir a ação policial

927
Foto: Divulgação SSP/BA

A Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil da Bahia e o Cope de Sergipe atuaram em conjunto, na madrugada desta quinta-feira (24), na localização de Bruno Bispo Aragão, responsável pela morte do sargento Ronaldo Bispo Santos, 54 anos, da PM de Sergipe. O latrocínio ocorreu no dia 9 de janeiro deste ano, na cidade sergipana de Itaporanga D’Ajuda.

Acompanhado pela Polícia Civil de Sergipe, Bruno, que atuava como traficante, já havia sido preso anteriormente e possuía mandado de prisão em aberto, fugiu após o crime contra o militar. Ações de inteligência descobriram que o criminoso estava escondido em um condomínio de luxo, na localidade de Barra do Jacuípe, município de Camaçari, na Bahia.

Com autorização da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, a COE foi designada a dar apoio e cumprir o mandado de prisão. A casa foi cercada e no momento da abordagem Bruno reagiu atirando e acabou atingido. Ele foi socorrido para o hospital Menandro de Faria, mas não resistiu. Com ele foram apreendidos o revólver calibre 38 usado para matar o sargento da PM sergipana e munições.

“Somos preparados para missões como esta contra alvos prioritários que, na maioria das vezes, insistem em não obedecer a ordem policial. Estamos à disposição dos colegas de outros estados, fortalecendo as forças de segurança contra o crime”, declarou o coordenador em exercício da COE, delegado Marcos César.

Fonte:  Alberto Maraux / Ascom / SSP/BA

COMPARTILHAR