Bahia, DF e 24 estados devem ser reconhecidos como livres de febre aftosa

128

O Comitê Científico da Organização Mundial de Saúde Animal recomendou a medida que deve ser confirmada em maio pelos países-membros

Após avaliação do Comitê Científico da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), 25 estados e o Distrito Federal devem ser reconhecidos livres da febre aftosa com vacinação pelos 180 países-membros do órgão. Em Santa Catarina, o reconhecimento sem vacinação já está em vigor desde 2007. A confirmação da medida do Comitê deve vir na reunião da assembleia-geral em maio.

Conforme prevê o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (Pnefa), o próximo grande passo do Brasil será retirar a vacinação contra a doença. A partir de maio do próximo ano, Acre e Rondônia, além de municípios do Amazonas e de Mato Grosso, começarão a abolir a vacinação. A previsão é que até maio de 2021 todo o País deixe de vacinar o rebanho e, até maio de 2023, o País inteiro poderá ser reconhecido pela OIE como livre da aftosa sem vacinação.

COMPARTILHAR