Bolsonaro destitui Dayane da vice-liderança do PSL

363
Dayane Pimentel, deputada federal do PSL

Depois de assumir a liderança do PSL na Câmara dos Deputados ontem (21), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) destituiu 12 vice-líderes da legenda na Casa. Uma das retiradas do posto foi a deputada baiana Dayane Pimentel.

Pela manhã, o ex-líder do parte do na Câmara, Delegado Waldir (GO) já havia anunciado a saída do cargo. Ele teve o apoio da parlamentar baiana – eleita com apoio direto da família Bolsonaro -, numa articulação liderada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que culminou com a chegada do filho ao cardo de líder da legenda.

No último sábado (19), ela entrou em rota de colisão com o filho do chefe do Executivo numa discussão no Twitter. Eduardo acusou Dayane de obstruir projetos do governo. Ela, por sua vez, rebateu o colega de partido e disse não ter medo, mas ter opiniões formadas.

Destituídos:

  1. Felício Laterça (PSL-RJ);
  2. Nicoletti (PSL-RR);
  3. Daniel Silveira (PSL-RJ);
  4. Heitor Freire (PSL-CE);
  5. Julian Lemos (PSL-PB);
  6. Júnior Bozzella (PSL-SP);
  7. Coronel Tadeu (PSL-SP);
  8. Nelson Barbudo (PSL-MT);
  9. Charlles Evangelista (PSL-MG);
  10. Professora Dayane Pimentel (PSL-BA);
  11. Nereu Crispim (PSL-RS);
  12. Joice Hasselmann (PSL-SP).

COMPARTILHAR