Brasileiro: Bahia vence o líder por 2 a 0

502
Foto: Marcelo Malaquias / EC Bahia

A noite deste domingo foi especial para o torcedor do Tricolor que jogando na Fonte Nova, venceu o Corinthians e o líder do Brasileiro por 2 a 0 e agora com 35 pontos avança na classificação e encerra o fim de semana entre os dez primeiros. Mais de 24.593 mil torcedores viram a partida que teve renda de R$ 719.882,00. A próxima atuação será fora de casa, na quinta-feira (19), às 20h (de Salvador), contra o Flamengo.

Jogo

O Bahia tomou a iniciativa do jogo. Seja pelo lado esquerdo, ou pelo direito, o Tricolor chegou ao ataque com uma sequência de escanteios. Os lances, porém, não foram transformados em grandes chances de abrir o placar. Aos 12 minutos, sim, o Bahia quase inaugurou o marcador.

Edigar fez jogada pela esquerda, cruzou rasteiro e, antes da finalização de Rodrigão, o zagueiro Pedro Henrique jogou a bola para escanteio. O Bahia fez um gol, aos 18 minutos, mas o árbitro marcou impedimento de Zé Rafael, que havia finalizado no cantinho, de perna esquerda. Zé Rafael, aos 23, parou em Cássio. O camisa 18 construiu o lance, tabelou com Rodrigão e bateu colocado, da entrada da área, exigindo grande intervenção do goleiro rival. No minuto seguinte, Eduardo cruzou para área e Edigar Junio, de cabeça, acertou o adversário Fagner.

Lá atrás, quando exigido, Jean segurou o empate. Jô, aos 33, apareceu sozinho na pequena área, testou e o goleiro fez um milagre.

No último lance da primeira etapa, meio que sem querer, Eduardo cruzou para área e quase enganou o goleiro Cássio, que foi obrigado a mandar pela linha de fundo.

Foto: Marcelo Malaquias / EC Bahia

Primeiro gol

Edigar Junio não desistiu do lance. Brigou, recuperou e deixou o companheiro Vinicius, de frente para o goleiro Cássio. Ele encheu o pé e foi responsável pelo primeiro gol na Fonte Nova.

O camisa 29, na saída do campo, destacou a entrega do grupo para conquista dos três pontos.

“Sabíamos que seria um jogo bem complicado. Mas, apesar de ser o líder, conseguimos impor nosso jogo e fez outra boa atuação”, disse.

Vinicius também falou sobre Régis, que entrou e deixou o dele.

“Eu, graças a Deus, fui feliz e marquei um gol. Régis, depois, entrou, fez o dele e mostrou a força do grupo”, concluiu.

Artilheiro do Bahia na temporada, agora com 13 gols, Régis entrou no segundo tempo e novamente contribuiu para um triunfo do Esquadrão na Arena Fonte Nova, marcando o segundo gol na noite.

Foto: Marcelo Malaquias / EC Bahia

Segundo gol

O lance lembrou o terceiro gol do Brasil, na última semana, contra a seleção do Chile: goleiro adversário na área, contra-ataque e gol do mandante. Cássio foi tentar o empate, não voltou e o Esquadrão matou o jogo.

Régis falou sobre o lance, após o apito final.

“Allione conseguiu roubar a bola, fazer o lançamento e fui feliz em fazer o gol. Estou muito contente para entrega da nossa equipe em geral”, disse.

Outro assunto comentado pelo camisa 20, depois da partida, foi a sequência de quatro rodadas sem perder.

“Preto fez um bom trabalho, mas o resultado não apareceu. Agora, com Carpegiani, conseguimos engrenar esses dois bons jogos. Vamos seguir trabalhando jogo a jogo”.

COMPARTILHAR