Brasileiro: Vitória apenas empata e mantém tensão

801

Resultado manteve situação onde pernambucanos estão fora e baianos dentro do Z4, mas rodada pode colocar Leão da Ilha mais perto da zona da degola

Pelo menos no aspecto da emoção a flor da pele, certamente Sport e Vitória atenderam as expectativas na Ilha do Retiro. Porém, o placar final de 0 a 0 pouco serviu de alivio para os dois times pensando na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

O time de Milton Mendes subiu para a 15ª posição com 38 pontos e deixou os comandados de João Burse no 18º lugar com 36. Entretanto, apesar de nesse momento estar fora do Z4, o Sport pode acabar a rodada bem mais perto do risco de rebaixamento caso a Chapecoense supere o Botafogo em partida que ocorre nessa quinta-feira (15) às 17 h em Santa Catarina.

Só dá Leão! – Parte 1

Logo com um minuto de jogo, Rogério surgiu no meio da área adversária e teve tempo para dominar, decidir como iria finalizar frente a meta de João Gabriel, mas deu um voleio que subiu muito, passando sobre o travessão. Chance clara desperdiçada pelo Leão da Ilha.

Só dá Leão! – Parte 2

A pressão e criação de jogadas do Rubro-Negro de Pernambuco seguia mais aguda do que os visitantes. Aos 14, Michel Bastos usou de seu poder de infiltração e cruzou na medida para o centroavante Hernane que acabou furando quando a bola passava na pequena área. Outra oportunidade não aproveitada pelos comandados de Milton Mendes.

Falha que quase custou BEM caro…

O Vitória mal conseguia elaborar jogadas que realmente ameaçassem a meta de Mailson, mas foi justamente em um chute despretensioso que as coisas quase mudaram a favor da equipe baiana. Depois da jogada individual de do chute aparentemente defensável de Erick, o arqueiro do Sport soltou a bola e precisou se esforçar para tirar a chance de Lucas Fernandes finalizar.

Leão da Barra em alta

Com a entrada de Rhayner no lugar de Arouca, os baianos acharam a velocidade e força de marcação na saída de bola que faltava a equipe. Tanto é que, a partir daí, a posse de bola e ações mais perigosas em sua maioria passaram a vir do time dirigido por João Burse.

Que desagradável…

Tamanho foi o nervosismo que essa melhora do Leão da Barra impactou na equipe pernambucana que o goleiro Maílson quase jogou com as mãos contra o seu próprio patrimônio. Para evitar o gol contra, ele precisou se esforçar e conseguir recuperar a posse de bola quase “estragada” por ele mesmo.

Pressão vinda das arquibancadas

Com os seguidos erros de passe e tentativas de jogadas esticadas, o torcedor que compareceu a Ilha do Retiro ensaiou vaiar a equipe em diversas oportunidades. Além disso, momentos de silêncio e apreensão puderam ser vistos e ouvidos nas arquibancadas.

A blitz voltou… mas não deu

Bastou com que Mateus Gonçalves tivesse a oportunidade de “apostar corrida” com a zaga baiana que por muito pouco o Leão da Ilha não abriu a conta. Chegando cara a cara com João Gabriel, ele tocou sutilmente para deslocar o arqueiro e viu a bola ser caprichosa, batendo na trave e voltando no domínio da zaga do Vitória.

Em outra jogada bem tramada, Fellipe Bastos recebeu bola dentro da área dada por Mateus Gonçalves e bateu firme, mas no meio do gol, sem levar tanto perigo a meta adversária.

Ficha Técnica

Sport 0 x 0 Vitória

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)

Data-Hora: 14/11/2018 – 21h45 (horário de Brasília)

Público: 22.652 pessoas

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA-GO) e Rafael da Silva Alves (CBF-RS)

Cartões amarelos: Adryelson, Raul Prata, Rafael Marques, Andrigo (SPO); Léo Gomes, Marcelo Benítez, Jeferson (VIT)

Sport: Maílson; Andrigo, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão, Jair (Morato, aos 39’/2°T), Rogério (Rafael Marques, no intervalo), Michel Bastos e Mateus Gonçalves; Hernane (Fellipe Bastos, aos 20’/2°T).

Técnico: Milton Mendes.

Vitória: João Gabriel; Jeferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Marcelo Benítez; Willian Farias, Léo Gomes e Arouca (Rhayner, aos 14’/2°T); Lucas Fernandes (Neilton, aos 34’/2°T), André Lima (Eron, no intervalo) e Erick.

Técnico: João Burse.

COMPARTILHAR