Brasileiro: Vitória ganha do Figueirense e respira

87

Equipe rubro-negra conquista importante resultado e afunda o rival em partida com que teve queda de energia

Na luta contra o rebaixamento pelo Brasileirão Série B, Vitória e Figueirense mediram forças na noite desta quinta-feira, 12/11, pela 21ª rodada da competição, no estádio Manoel Barradas, em Salvador.

Com os 3 a 0, os comandados de Eduardo Barroca chegaram aos 24 pontos, mantendo-se na 16ª colocação, porém abrindo quatro pontos de vantagem para o Náutico, que abre a zona de rebaixamento, mas que ainda jogará na rodada. Já a equipe de Elano, com o tropeço fora de casa, acabou estacionando na 18ª posição, com os 19 pontos somados até então.

O jogo

Jogando sob seus domínios, o Vitória iniciou o confronto já abrindo o marcador sobre o Figueirense. Aos 3 minutos de bola rolando, após jogada entre Wallace e Thiago Lopes, o meia encontrou Fernando Neto em boas condições que chegou batendo para o fundo das redes, com direito a muita comemoração do camisa 7. 1 a 0.

Após o gol, a equipe da casa continuou melhor em campo. No entanto, mesmo trocando passes, o time catarinense passou a ficar mais atento a qualquer investida, recuperando a bola em algumas jogadas, porém sem êxito nas finalizações.

Na sequência, aos 22, o Vitória, por sua vez, conseguiu ampliar o placar. Desta vez, Léo Ceará foi quem marcou, após Matheus Frizzo passar para o atacante fazer um golaço. 2 a 0.

Depois do tento, a falta de energia fez com que os jogadores tivessem que esperar pelo retorno da iluminação no Barradão. Assim que a luz voltou, o duelo passou a ficar de certa forma mais equilibrado, porém, aos poucos, o time local passou a controlar mais as ações, quase conseguindo marcar mais um com Léo Ceará.

Na volta para o segundo tempo, Elano então promoveu suas primeiras substituições, entre elas tirando Diego Gonçalves e Elyeser, para colocar Paulo Ricardo e Lucas Barcelos, respectivamente. Com uma postura mais ofensiva, o Figueira fez uma blitz logo nos primeiros movimentos quase marcando com Everton Santos e Léo Artur, porém sofrendo um contra-ataque do Leão, que acabou na defesa de Rodolfo Castro na finalização de Vico.

Porém, na busca de descontar no placar, o time de Santa Catarina não contava que, aos 11 minutos, o Vitória chegaria ao seu terceiro gol. Aproveitando rebote no chute de Fernando Neto, Guilherme Rend disparou um lindo chute que não deu chances ao camisa 1 adversário. 3 a 0.

Com uma boa vantagem aberta, foi a vez de Eduardo Barroca recuar aos seus suplentes. Nas mudanças, o técnico priorizou mais o sistema defensivo ao colocar em uma Gabriel Furtado no autor do terceiro tento do Leão, e apenas uma no ataque tirando Vico para dar lugar a Ruan Nascimento.

Sem maiores emoções até a reta final, o Leão praticamente administrou o tempo. Com isso, foi a deixa para o árbitro encerrar o duelo com um bom resultado para o time local, que acabou com o jejum de nove jogos sem vencer.

COMPARTILHAR