Brasileiro: Vitória garante tranquilidade no grupo

569
Fotos: Maurícia da Matta / EC Vitória

A derrota, domingo passado, manteve o Vitória no Z-4, e o rubro-negro vai precisar voltar a vencer fora de casa para tentar sair da posição incômoda no Brasileiro da Série A. Serão, agora, dois jogos seguidos, longe da torcida. O primeiro neste domingo (24), contra o Atlético Mineiro, às 19h, no Independência, em Belo Horizonte. Depois, encara o Botafogo, no Nilton Santos, às 11h, no Rio de Janeiro, dia 1º de outubro.

Tranquilidade é a palavra-chave. O técnico Vagner Mancini, experiente e acostumado ao sobe-e-desce do futebol, absorveu o revés diante do São Paulo, reconheceu que o time não foi bem, e nesta terça-feira (19), por ocasião da reapresentação, conversou bastante com os atletas, que interagiram, e foram unânimes que o rubro-negro não conseguiu realizar uma boa apresentação.

“Todo mundo (jogadores) sabe que ficamos abaixo do nosso desempenho. Não conseguimos defender nem atacar, mas o São Paulo também jogou muito. Não dá para falar só da gente, eles têm o mérito deles. Agora, o foco é o Atlético Mineiro”, comentou o volante Uillian Correia, que foi à Sala de Imprensa Jornalista João Borges para atender aos repórteres após o treino.

Em tratamento

Dois titulares não participaram das atividades desta terça-feira. O lateral-direito Caíque Sá e o zagueiro Wallace, capitão do time. Caíque ainda pedalou na bicicleta, e seguiu o tratamento na musculatura do adutor da coxa esquerda. Mas, Wallace, que reclamou de cansaço, ficou em tratamento no departamento médico, após a reunião com Mancini.

O volante Fillipe Soutto fez um treino na academia, o mesmo ocorrendo com o lateral-esquerdo Juninho, que se recupera de uma contusão no joelho esquerdo.

Para realização das atividades, os jogadores foram divididos em grupos. Uillian Correia, Kieza, Neilton, Patric, Ramon, Yago, Santiago Tréllez e Kanu, que iniciaram o jogo passado, mais Carlos Eduardo, que entrou no decorrer, inicialmente, participaram de um recreativo (futevôlei) e depois de um treino de posse de bola em campo reduzido. Encerrado o regenerativo ativo, eles foram para o regenerativo passivo: banheira, massagem, crioterapia e bolsa de compressão pneumática.

Carlos Eduardo, porém, juntaram-se aos demais jogadores que acabaram de realizar um treino de posse de bola com estímulo de velocidade, comandado por Vagner Mancini.

O técnico, na segunda parte, dividiu os jogadores em dois times – Wallace, Alan Costa, Léo Gomes, David, Jhemerson Carlos Eduardo, Gustavo (goleiro) e Thallyson, com colete verde; Caíque, Geferson, Bruno, Renê Santos, José Welison, Cleiton Xavier, André Lima e Júnior, com camisa cinza – e realizou um treino em campo reduzido de 8 contra 8.

Willian Farias

Fotos: Maurícia da Matta / EC Vitória

O volante deu continuidade ao tratamento da contusão no joelho e concluiu com exercícios de propriocepção orientados pelo professor Lucas Penha, assistente da preparação física e responsável pela transição entre os departamentos médico e físico.

O zagueiro Fred e o meia-atacante Danilinho foram submetidos a um trabalho individualizado comandado por Penha.

Já os cinco goleiros – Fernando Miguel, Caíque, Wallace, Ronaldo e Gustavo – participaram de uma atividade específica com o treinador Washington Rufino.

A preparação para a partida contra o Atlético MG prosseguirá nesta quarta-feira (20), pela manhã, no CT Manoel Pontes Tanajura.

 

COMPARTILHAR