Brasileiro: Vitória passa susto, mas ganha de virada do Oeste

164
Foto: Reprodução Internet

Enquanto o tento logo nos primeiros minutos para o Oeste saiu com Bobô, Léo Ceará apareceu em duas oportunidades para garantir mais três pontos ao Rubro-Negro

Em jogo da Série B onde os goleadores estavam inspirados, melhor para o Vitória que, frente ao Oeste no Manoel Barradas, neste sábado, 26/09, manteve a sequência positiva em casa no torneio ganhando por 3 a 1 com dois gols de Léo Ceará e um de João Victor. Bobô marcou para os visitantes. Pensando na tabela de classificação, o Rubro-Negro baiano saltou para a 6ª colocação com 17 unidades enquanto a equipe paulista terá de seguir na luta para sair da última posição que ocupa com apenas 6 pontos ganhos em 33 disputados.

Antes mesmo das equipes reconhecerem com propriedade a movimentação do adversário, aos três minutos de jogo Mazinho saiu em velocidade pelo lado direito após passe em profundidade, limpou a marcação e cruzou na medida para o centroavante Bobô. Na segunda trave, o atacante de 35 anos de idade ganhou no alto e testou para a meta de Ronaldo abrindo a contagem de maneira precoce em Salvador para os visitantes.

Sair na frente do marcador levou o Rubrão a se permitir adotar de maneira visível a postura de retrair suas linhas de marcação e aguardar o erro do adversário para sair em contra-ataque contando com os espaços que o time baiano naturalmente deixaria atrás. Foi assim que Mazinho, saindo cara a cara com Ronaldo, bateu forte de fora da área e viu a bola passar perto do travessão.

Por outro lado, o Leão da Barra até exercia o domínio territorial e da posse de bola, mas não tinha sucesso em aliar a velocidade de transição a movimentação ofensiva que desarrumassem a marcação para formular chances claras de chegar a igualdade. Assim, a melhor oportunidade acabou vindo de bola parada já no último minuto da primeira etapa onde Thiago Carleto bateu com a conhecida força e forçou o goleiro Glauco a espalmar. No rebote, Léo Ceará mostrou seu oportunismo e testou pras redes.

Se nos primeiros 50 minutos as chances perigosas foram um tanto quanto “minguadas”, o mesmo certamente não pode se dizer da etapa complementar com os espaços que as duas equipes foram capazes de encontrar. Mesmo de muito longe como, por exemplo, o meio-campista Betinho que, do meio de campo, em chute onde Ronaldo precisou espalmar e contar com a trave para evitar o gol espetacular. E, na troca de ataques estabelecida, quem se deu melhor foi o Rubro-Negro baiano graças a um excelente passe dado por Ewandro. O meia-atacante tocou de cavadinha para Léo Ceará olhar a saída da meta de Glauco e dar um chapéu no camisa 1 do Oeste e fazer a bola entrar mansa nas redes, 2 a 1 Vitória.

Sem esmorecer na sua característica de manter a posse de bola e uma postura ofensiva, o Vitória novamente se aproveitou da boa entrada em campo de Ewandro e conseguiu o tento que sacramentou o triunfo dos anfitriões com 34 minutos. Depois do camisa 77 dar um chapéu no marcador após o erro na saída de bola do Oeste e cruzar de perna esquerda, o zagueiro João Victor, que estava na área pelo escanteio há pouco cobrado, deu uma de atacante e chegou concluindo bola que ainda bateu na trave antes de entrar.

COMPARTILHAR