Brasileiro: Vitória perde e reabilita o Cruzeiro

253

Depois de seis jogos sem conseguir sair vencedor de campo, a Raposa conseguiu um suado 1 a 0 no Mineirão, chegando à 13ª posição da Série B

O Cruzeiro finalmente voltou a vencer. A Raposa derrotou o Vitória-BA por 1 a 0, gol de Régis, nesta sexta-feira, 11 de setembro, no Mineirão, pela rodada da Série B. O time celeste voltou a sentir o gosto dos três pontos após seis jogos, sendo cinco pela Série B e um da Copa do Brasil. Foi a estreia de Ney Franco no comando celeste.

O resultado levou o time mineiro à 13ª colocação na classificação, com oito pontos, se afastando da zona do rebaixamento. O Vitória estacionou nos 13 pontos e caiu da sétima para a oitava posição.

Foi mais um jogo sem inspiração do Cruzeiro, porém, havia mais atenção defensiva e vontade em campo, levando a Raposa a um suado, mas merecido resultado positivo, pois buscou mais o gol, apesar da partida de baixa qualidade técnica.

Sobrou vontade, mas faltou bola

A noite agradável em Belo Horizonte, com clima bom para jogar futebol, deu disposição para Cruzeiro e Vitória no Mineirão. As duas equipes estavam empenhadas em todas as jogadas do primeiro tempo.

Porém, a intensidade física não combinou com o futebol apresentado. As duas equipes tiveram dificuldades na criação de jogadas. Tanto a Raposa, quanto o Leão, pecaram na criação ofensiva. O que explicou o 0 a 0 sem grandes emoções.

Contratado para ser a referência do time, com experiência internacional e no clube azul, o centroavante não vem apresentando bom futebol e reclamou sem razão ao ser substituído. Uma mudança de postura na equipe passa pelo time não jogar tanto em função de Moreno, que segue sem força ofensiva. O time ficou mais dinâmico sem sua presença.

Solução caseira boa

Com jogo simples, o jovem Matheus Pereira está resolvendo o problema do Cruzeiro na lateral-esquerda, mostrando um jogo seguro ante os veteranos Giovanni e João Lucas.

Régis abre o placar. Alívio celeste!

Em boa jogada pela de esquerda, de Arhur Caike, que mandou na medida para Régis. O meia testou para o chão e abriu o placar no Mineirão. O 1 a 0 magro deixou o torcedor cruzeirense tenso até o último minuto do jogo, com a péssima lembrança do duelo com o CRB, quando levou o empate no fim da partida.

Segundo tempo melhor…Mas, muito trabalho pela frente

O Cruzeiro teve chances com Maurício, Thiago, Moreno, Régis, melhorando em relação ao primeiro tempo. Mas, o trabalho de Ney Franco será intenso para dar um padrão tático ao time e consertar o maior defeito da equipe nesta temporada: a criação de jogadas.

Próximos jogos

A Raposa volta a campo no dia 19 de setembro, sábado, às 21h, contra o CSA, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O Vitória-BA vai a Caxias do Sul no dia 14, às 20h, para encarar o Juventude, no Alfredo Jaconi.

Ficha Técnica

Cruzeiro 1 x 0 Vitória

Data-Horário: 11 de setembro, às 21h30

Estádio-Local: Mineirão, Belo Horizonte(MG)

Árbitro: Edina Alves Batista (SP)

Assistentes:Daniel Luis Marques(SP) e Daniel Paulo Ziolli(SP)

Cartões amarelos: Marcelo Moreno(CRU), Thiago Carleto(VIT), Gerson Magrão(VIT),Airton(CRU)

Gol: Régis, aos 30’-2ºT(1-0)

Cruzeiro: Fábio; Raúl Cáceres(Rafael Luiz, aos 29’-1ºT), Léo, Cacá e Matheus Pereira; Jadsom(Régis, aos 10’-2ºT), Jean e Maurício(Filipe Machado aos 26’-2ºT); Arthur Caike, Airton e Marcelo Moreno(Thiago, aos 10’-2ºT). Técnico: Enderson Moreira

Vitória: Ronaldo, Leandro Silva, Wallace Reis, João Victor e Thiago Carleto(Leocovick, aos 18’-2ºT); Guilherme Rend, Lucas Cândido, Gérson Magrão(Rodrigo Porto, aos 18’-2ºT), Fernando Neto(Dudu, aos 32’-2ºT), Vico(Matheusinho, aos 25’-2ºT) e Léo Ceará(Júnior Viçosa, aos 32’-2ºT). Técnico: Bruno Pivett

COMPARTILHAR