Brasileiro: Vitória vence o Vasco da Gama e mantém chance

22

Vasco levou um gol no início do jogo, foi incompetente durante toda a partida e deu sobrevida a um time que já parecia rebaixado à Série C

O pior momento da história do Vasco teve doses cavalares de vexame na quarta-feira, 10/11. O Cruz-Maltino chegou à quarta derrota seguida – quinto jogo seguido sem vencer – ao conseguir levar 3 a 0 do Vitória, em São Januário. O time baiano segue vivo na luta contra o rebaixamento e o mandante se afunda ainda mais na vergonha na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogo começou como se o do último domingo não houvesse terminado. Assustado, o Vasco errou um passe com MT na esquerda do campo de ataque, o Leão construiu contra-ataque e Marcinho, de fora da área, acertou o ângulo superior esquerdo de Lucão. Placar aberto com um minuto de jogo. E o ambiente de melancolia virou de filme de terror.

Imediatamente, a pressão dos poucos presentes se virou contra o time da casa – e olha que as vaias já existiam desde o aquecimento. Mesmo com passes lentos, o Cruz-Maltino tentava responder. Andrey deu chutes de fora da área, mas mandou para fora. Nene e Cano obrigaram Lucas Arcanjo a trabalhar… mas o placar e os xingamentos dos pagantes se mantiveram.

A segunda etapa começou com esperança para o time da casa. A torcida resolveu incentivar, Fernando Diniz fez uma alteração na equipe no intervalo e houve paciência da arquibancada, apesar da menor produtividade da equipe. O problema é que, num escanteio aos 23 minutos, Thalisson se afastou de Walber e testou sozinho para ampliar o placar.

Mas como tudo que está ruim sempre pode piorar, Walber cometeu pênalti em David. Marcinho transformou o marcador em 3 a 0, aos 32 minutos. Aí sim: pelo menos um terço da torcida do Vasco foi embora e o clima no estádio se tornou de enterro para os mandantes. E de mais festa ainda para os visitantes, vivos na luta contra o rebaixamento.

Ficha Técnica

Vasco da Gama 0 x 3 Vitória

Data/Hora: 10/11/2021, às 21h30

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Público e renda: 681 pagantes (689 presentes) / R$ 13.412,00

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro

Cartões Amarelos: Walber, Andrey, Cano e Gabriel Pec (VAS); Eduardo, Fernando Neto (VIT)

Gols: Marcinho (1’/1ºT e 32’2ºT) e Thalisson (23’/2ºT)

Vasco da Gama; Lucão; Bruno Gomes, Walber (Romulo, 37’/2ºT), Leandro Castan e Riquelme; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e MT (Morato, Intervalo; Gabriel Pec (Galarza, 37’/2ºT), Cano e Nene – Técnico: Fernando Diniz

Vitória: Lucas Arcanjo, Raul Prata, Thalisson, Wallace e Roberto (Renan Luís, 43’/2ºT); João Pedro, Fabinho, Eduardo (Cedric, 19’/2ºT) e Fernando Neto (Soares, 35’/2ºT); Marcinho (Alisson Santos, 35’/2ºT) e David (Caíque Souza, 43’/2ºT) – Técnico: Wagner Lopes.

COMPARTILHAR