Brasileiro: Zé Rafael fica até 2020 e Rodrigão é devolvido

542
Fotos: Marcelo Malaquias / EC Bahia

Mas no penúltimo treino, antes da partida contra o Fluminense, o técnico Carpegiani comandou um trabalho tático no campo 2 do Fazendão, na tarde de sexta-feira (27).

Na atividade, o treinador tricolor testou novas opções para armar o time, ensaiando jogadas e corrigindo posicionamentos dos atletas.

As jogadas de bola parada, defensivas e ofensivas, também foram ensaiadas.

O meia Vinicius voltou a treinar com bola e deve reforçar a equipe no jogo de domingo (29). O lateral Armero, que ontem foi poupado, também treinou normalmente e segue readquirindo ritmo.

Para o jogo contra o Fluminense, o Bahia não contará com Mendoza, suspenso, e Edson, machucado.

O zagueiro Jackson, que passou por uma cirurgia no joelho na última quinta-feira (26), em São Paulo, já iniciou a recuperação.

Neste sábado (27), o elenco fará o último treino, antes da viagem para o Rio de Janeiro, que será no início da tarde.

Zé Rafael

O Bahia ampliou o contrato de Zé Rafael por mais um ano. O jogador tinha vínculo com o clube até o fim de 2019, mas aceitou a prorrogação e aumento salarial propostos pela diretoria tricolor e assinou até 2020. A publicação inclusive já foi feita no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

O meia teve 70% dos direitos econômicos adquiridos pelo Bahia no início do ano por cerca de R$ 500 mil e havia feito um contrato de três anos. Diante do destaque que teve na temporada e do assédio de clubes como Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro e Santos, recebeu uma valorização e a consequente extensão do contrato.

Rescisão

A diretoria comunicou oficialmente que o contrato de empréstimo do atacante Rodrigão terá o término antecipado e o atleta será devolvido ao Santos Futebol Clube, com o qual tem vínculo mais extenso.

Com a camisa tricolor, Rodrigão disputou 14 partidas, marcou 5 gols e deu 2 assistências.

O clube agradece os serviços prestados e deseja sucesso no prosseguimento de sua carreira.

COMPARTILHAR