Candeias: Câmara pode iniciar hoje processo de afastamento do prefeito

514
Foto Arquivo (Tudo News)

Casa Legislativa deve iniciar hoje a análise dos contratos de aluguel de veículos, de carro de  som, compra de respiradores supostamente superfaturados e inadequada preparação do corpo do natimorto

Uma série de denúncias sobre desmandos administrativos que teriam sido praticados pelo prefeito de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, pode começar a ser analisada pela Câmara Municipal a partir de hoje, 9/07.

Os vereadores devem analisar a aceitação ou não do pedido de investigação das ações do prefeito nos últimos 4 meses que levaram um cidadão candeense a pedir apuração do aluguel de veículos praticamente pelo dobro do preço de anos anteriores, a contratação de carros de som por R$ 249 mil para circular na cidade (sede e distritos) durante a pandemia, compra de 8 respiradores no valor de R$ 1,4 milhão (cada um por R$ 175 mil) considerada superfaturada e também o dantesco quadro perpetrado durante a preparação do corpo de um natimorto no Hospital José Mário dos Santos (Ouro Negro), notícias amplamente divulgadas pela imprensa e redes sociais até a nível nacional.

A sessão da Câmara, que suspendeu o Recesso de meio de ano, de acordo com o Regimento Interno, deve começar às 9h, desta quinta-feira, 9/07.

O oficial da Câmara tentou notificar pessoalmente o prefeito por 3 vezes, inclusive por hora certa, mas não conseguiu. Por Edital publicado no DOE (Diário Oficial Eletrônico) de 7/07, a Câmara notificou o gestor e convocou a sessão.

COMPARTILHAR