Candeias: Coligação pede Polícia Federal por receio de fraude na eleição

94
Foto Ilustrativa

A Coligação “Pra Candeias Voltar a Brilhar”, da candidata a prefeita Tonha Magalhães (DEM), ingressou com representação na tarde deste sábado, 14/11, no Ministério Público Federal, na promotoria local na Justiça Eleitoral e na Polícia Federal para abertura de inquérito para apuração de crime eleitoral praticado supostamente por alguns mesários e presidentes de mesa que irão trabalhar nas eleições deste ano depois de informações de que pessoas votariam em lugares de outras, se aproveitando da alta abstenção prevista para este ano.

A coligação pediu a presença da Polícia Federal na cidade de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, neste domingo, 15/11, dia das eleições, inclusive com a presença nas seções eleitorais.

Ainda solicitou que ao final da votação sejam confrontadas as assinaturas constantes nos cadernos de votação com assinatura dos eleitores.

São 8 os candidatos a prefeito na cidade: Fernando Calmon, Lucimeire Magalhães, Luiz Peixoto, Márcia Gomes, Pitagoras Ibiapina, Preto Oliveira, Sargento Francisco e Tonha Magalhães.

Segundo a avaliação de analistas políticos nem todos os oito têm condições de disputar em condições de ganhar o pleito.

Candeias tem 68 mil eleitores em condições de voto e a expectativa é de que em torno de 55 mil compareçam as urnas. As seções serão abertas às 7h até às 17h, mas nas primeiras 3h até as 10h, preferencialmente para idosos e pessoas com deficiência.

COMPARTILHAR