Candeias está entre as cidades que menos aplicaram a vacina contra covid

136
Foto Ilustrativa

Descaso e desdém da administração e do secretário(?) de Saúde colocam a cidade na 322ª entre os 417 municípios da Bahia

De acordo com dados deste domingo, 18/4, da Sesab (Secretaria de Saúde da Bahia), a cidade, de 87.076 habitantes na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, recebeu no total 10.046 doses da Coronavac ou Oxford/AstraZeneca desde o dia 18 de janeiro, mas, a falta de organização e estrutura, conseguiu aplicar apenas 8.835, ou 87,9% (oitenta e sete vírgula nove por cento) das vacinas que recebeu (imagem abaixo).

Falta de empenho na organização de pontos de recebimento, principalmente, dos idosos que moram nos distrito e povoados, deixa a cidade entre as piores. Se dividirmos as cidades baianas em 4 séries (A, B, C e D), Candeias estaria na 4ª divisão.

Um dos mais graves problemas é a desassistência em relação aos distritos embora estejam a menos de 15 km da sede, como é o caso da Caroba, Menino Jesus, Passagem dos Teixeira e Passé, os mais populosos.

Cidades como Ipirá e Riachão do Jacuípe – com distritos e povoados que distam até 40 km da sede e têm receita infinitamente inferior – conseguiram índices bem melhores que Candeias com receita anual superior a R$ 350 milhões.

Candeias registra 5.674 casos e 109 mortes desde o começo da pandemia. Este ano, são mais de 2,4 mil casos e 42 óbitos mesmo com a reeleição do prefeito (Mãos Limpas) que passou em 2021 mais dias em Subauma, em Entre Rios – a 180 km –, do que município que deveria administrar.

COMPARTILHAR