Candeias: Fracasso nas ações faz prefeito renovar “lockdown”, afirma vereador

495
Prefeitura de Candeias / BA

Desde o início do confinamento (11/06) o número de casos só cresceu (de 13 para 19 – 46%) o número de mortes e de (306 para 415  – 35%) os casos de covid-19 e a gestão tentar lutar contra erros no início da pandemia. Agora a alegação é a recomendação do MPE que nem sempre cumpriu

O descaso, a dor e o sofrimento da população de baixa renda (com falta do pão de cada dia) de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, que aumentam a cada medida intempestiva e extemporânea da “Indigestão Placebo” e não chegarão à mesa do prefeito, da família dele nem do MPE, afirma o vereador Arnaldo Araújo, (MDB) líder da oposição.

Enquanto isso, pequenos comerciantes à beira da falência, empresários a caminho de quebrar e a população vão ter aumentado o sofrimento de 9 dias de fechamento total do comércio depois de quase 60 dias de isolamento social.

“Depois de fazer apenas “lives e decretos inócuos”, abandonar ambulantes, autônomos, feirantes, mototaxistas, taxistas e vendedores de rua e de porta em porta, o ‘gestor’ tardiamente tenta amenizar as falhas e erros cometidos no combate ao coronavírus que começou há quase 3 meses na cidade”, garante Arnaldo.

Ela acrescenta que a Prefeitura, que pouco apoia os candeenses há 3 anos e 5 meses, não vai colocar comida na mesa de tantos cidadãos e cidadãs incluindo pequenos comerciantes e empreendedores, vaticina o vereador.

As promessas de hospital de campanha, ajuda financeira a estudantes, o auxílio municipal a pessoas de baixa renda e falta de EPI’s são críticas comuns na imprensa livre e nas redes sociais de Candeias.

O prefeito somente não conta que 9 mil candeenses estão inscritos no CadÚnico por serem da linha de pobreza e que, na maioria dos casos, sequer têm o que comer e muito menos para alimentar os filhos (as).

Essa recomendação está sendo imediatamente aceita, mas muitas sequer foram levadas em consideração pelo prefeito ao ponto de ser assinado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para evitar novas contratações e muito menos nos casos de nepotismo (nomeação de mulher, irmão e parentes).

Pelo Boletim Epidemiológico da Sesab (Secretaria de Saúde) de hoje, 15/06, Candeias já é 9ª cidade com mais mortes (ainda 12); 11ª com casos (392) e a 15ª com casos ativos (155).

Pelo boletim da Prefeitura são 19 mortes e 415 casos.

Renovação confinamento

A Prefeitura de Candeias recebeu do Ministério Público da Bahia, a recomendação Ministerial nº 02/2020, para que “se abstenha de flexibilizar, as medidas em vigor sobre a restrição de circulação de pessoas e de regulamentação da atividade de comércio não essencial sem que tenha sido superada a fase de aceleração do contágio, de acordo com os dados de contaminação, internação e óbito”. O Decreto de lockdown será prorrogado até a sexta-feira (19) às 05 da manhã, e nesta fase os supermercados de bairros estarão fechados funcionando apenas no formato delivery”.

A recomendação, assinada pela promotora de Justiça Andréa Scaff de Paula Mota, considerou que caso não tivessem sido adotadas as ações da prefeitura de medidas de distanciamento social de forma antecipada e preventiva, a situação epidemiológica poderia estar ainda mais agravada se não fosse essas medidas adotadas pela prefeitura. Para a promotora o período de medidas restritivas de circulação de pessoas não seria suficiente para diminuir o contágio.

A promotora recomendou que o prefeito e a secretária de saúde “se abstenham de flexibilizar as medidas em vigor sobre a restrição de circulação de pessoas e de regulamentação da atividade de comércio não essencial, sem que tenha sido superada a fase de aceleração do contágio, de acordo com os dados de contaminação, internação e óbito”.

COMPARTILHAR