Candeias: Governo do Estado abandona BA 522

277
Fotos: Tudo News

Área, que é conhecido como rotatória da Moliza entre a BR 324 e o Distrito da Caroba, em Candeias, está quase intrafegável

O trecho de aproximadamente 75 metros entre o km 587 da BR 324 e o Distrito da Caroba na BA 522, em Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, está completamente abandonado pela Secretaria de Infraestrutura do Governo da Bahia.

No local, conhecido como rotatória da Moliza, passam diariamente milhares de veículos como caminhões de carga, carros-tanque, ônibus e automóveis que se dirigem às cidades de Candeias, Madre de Deus e São Francisco do Conde que, ao todo, somam 145 mil moradores sem contar aqueles que acorrem as cidades diariamente para compras ou lazer.

Muitos deles são trabalhadores ou se dirigem ao Porto de Aratu, da Refinaria Landulpho Alves e empresas na área enfrentam buracos e crateras na pista e, não é a primeira vez.

Há anos a estrada estadual vive a mesma situação no trecho onde tem uma série saídas para o Porto de Aratu, em Candeias, ou mesmo para o município de Camaçari. Os motoristas se dizem indignados pois sãos obrigados a trafegar sob sério risco de perda de peças, pneus e os parcos recursos que auferem pelo descaso da administração estadual. Sequer capinação das margens da estrada é feita em tempo adequado dificultando ainda mais porque a pista não tem acostamento apropriado.

Várias vezes os vereadores de Candeias apresentaram reclamações no Plenário da Câmara sobre a questão que se repete toda vez que chove, especialmente neste período de abril e a junho.

As 3 cidades da região (Candeias, Madre de Deus e São Francisco do Conde) concentram uma receita de R$ 1,1 bilhão e são administradas por gestores da base do governador da Bahia (PP, nas duas primeiras cidades, e PTB).

Receberam apoio dos eleitores nos 3 municípios os deputados estaduais Ângelo Coronel (PSD), Niltinho (PP), João isidório (Avante), Rosemberg Pinto (PT) e federais Cacá Leão (PP), Jorge Sola (PT), Cláudio Cajado (PP), Alice Portugal (PCdob), João Roma (DEM), Sargento Isidório (Avante), Nélson Pelegrino (PT), Márcio Marinho (Republicanos) e Lídice da Mata (PSB), entre outros.

COMPARTILHAR