Candeias: Médica denuncia demissão de colegas e não receberam rescisão

317

Um telefonema para a Radio Baiana FM 89,3, na manhã desta segunda-feira, 27/07, no Programa Fala Comigo, apresentado por Carlos Alberto de Oliveira e Fernanda Cruz, deixou a cidade de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, atônita e perplexa.

A pneumologista Ângela Pimentel, que segundo ela trabalhava na Policlínica no Bairro do Malembá, denunciou que o prefeito do município demitiu mais de 25 médicos, e ainda, até hoje, ninguém recebeu absolutamente nada. A Policlínica está praticamente desativa.

Depois da denúncia, moradores usaram as redes sociais, indignados com o que ouviram, e se manifestaram de forma crítica contra o gestor do município.

Inclusive, médicos com mais de 15 anos de serviço na Prefeitura foram afastados sem nada receber. Segundo Ângela, ela tinha quase 2 anos.

Disse ainda que todas vezes que ligou, depois de muitas tentativas, conseguiu falar com um estagiário do Setor de Recursos Humanos, e foi informada que a supersecretária não havia assinado ainda a verba indenizatória.

Em 10 de maio de 2020, o Tudo News já denunciava a situação: https://tudonews.com.br/candeias-vereador-denuncia-enquanto-clinicas-particulares-funcionam-a-policlinica-esta-fechada/

Situação do Covid-19

A Sesab (Secretaria de Saúde da Bahia) informou às 17h nesta segunda-feira, 27/07, que são 32 o número de mortes causadas pela covid-19 na cidade de Candeias. O boletim epidemiológico aponta ainda que, até o momento, foram 1.422 casos confirmados (213 a mais) de covid-19 no município, aumento de 0,96% em relação a ontem, e 113 pessoas seguem como ativos. O número de pessoas que estão recuperadas é de 1.277. Candeias está entre as 12 cidades com mais casos na Bahia.

COMPARTILHAR