Candeias: Ministro mantém funcionamento da Comissão que investiga compra de respiradores

441
Foto Ilustrativa

O vereador Sílvio Correa (PV) teve nesta sexta-feira, 14/08, um pedido negado pelo ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), para interromper o funcionamento da Comissão Processante criada pela Câmara Municipal para investigar a compra de respiradores supostamente superfaturados pela Prefeitura de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador.

Segundo a denúncia do cidadão Marcelo Vilas Boas, a compra teria sido feita por R$ 175 mil (R$ 1,4 milhão os 8 equipamentos) quando o mesmo respirador era encontrado no mercado e na mesma empresa onde a Secretaria de Saúde adquiriu por menos da metade do preço.

Silvio, da base de apoio ao prefeito e adversário político da presidente da Câmara Municipal, reclama contra as ações de Lucimeire Magalhães (PSL), hoje oposição e pré-candidata a prefeita. Correia argumentou que a presidente da Casa não respeitou os trâmites para composição da Comissão Processante que julga o autarca.

O vereador argumentou que não houve sorteio entre os vereadores desimpedidos para os cargos de presidente e relator da Comissão, como mandaria o Decreto Lei 201/67.

COMPARTILHAR