Candeias: Moradores de baixa renda reclamam do super atraso na entrega do peixe

203
Moradores de Candeias/BA aguardaram por horas a entrega do peixe

Desorganização se repete no segundo dia da entrega do peixe. Assim como ontem, 8/04, quando houve longas filas, principalmente, no Terminal Rodoviário, hoje foi longa a espera

Depois de anunciar que entregaria a Cesta da Semana Santa ás 14h, na Escola Tércia Borges aos moradores do Condomínio Nossa Senhora das Candeias I e II, no Bairro do Ouro Negro, a 3 km da sede da Prefeitura, onde foram construídos mil apartamentos para pessoas de baixa renda, o produto não havia chegado até o início da noite na comunidade.

Segundo os moradores, que gravaram vídeos e passaram mensagens que circulam nas redes sociais da cidade, desde às 4h muita gente começou a sair das casas para esperar a entrega de uma tradição em Candeias: o peixe da Semana Santa.

Eles dizem ainda que foram chamados para ir até a Escola Térsia Borges, mas nada havia chegado lá.

Assim como obras que atrasam em até quase 2 anos e quando são entregues, como a pavimentação nos distritos construídos com dinheiro de verba parlamentar conquistada na gestão do Sargento Francisco, as reclamações são contra a atual gestão que nunca cumpre prazo.

“Prefeito, secretária, cadê o peixe”, diz uma das reclamantes. Segundo o último vídeo, até às 18h30 o peixe e a cesta não haviam chegado.

Nem mesmo com o risco de aglomeração por causa da pandemia do covid-19, a gestão das Secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social consegue cumprir promessas.

A precipitada reabertura da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) fechada no início da atual administração marcou as gafes da “ingestão placebo”. Médico e assistente social que fecham unidade de saúde é inédito na história da Bahia, de tantos absurdos.

 

COMPARTILHAR