Candeias: Operação trabalha para diminuir efeitos do período de chuva

325
Foto: Rafael dos Anjos

A Prefeitura, visando garantir mais tranquilidade para a população, segue intensamente com a ação preventiva “Operação Chuva”. Para isso, a Secretaria de Serviços Públicos- Sesp, por meio da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil-Comdec, vem executando, diariamente, limpeza de córregos, bueiros e canais, além de desentupir bocas de lobo para prevenir os transtornos provocados pela chuva que atinge o município anualmente no período de abril a julho.

Desde o mês de fevereiro, a equipe da Defesa Civil e a Sesp vêm realizando ações preventivas nos locais mais críticos da cidade, utilizando máquinas ou manualmente, para que a água da chuva não cause danos aos munícipes.

O prefeito, Dr. Pitagoras Ibiapina, pediu a colaboração de todos para diminuir esse problema crítico provocado pelo descarte irregular de móveis em vias públicas. “Essa ação preventiva que ajuda a desobstruir os canais também é de extrema importância para a prevenção de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, zika. Precisamos da ajuda de todos os candeenses no descarte adequado do lixo, para tratar este problema”, pontuou.

Neste mês de março a equipe técnica da Defesa Civil convidou líderes comunitários e presidentes de associações de bairro para apresentar o plano de contingência do órgão e informar o uso de mecanismos (grupo de whatsapp), os n° 199 e 3605-2574 para facilitar a comunicação entre o órgão e a comunidade em casos de emergência. O próximo passo para colocar em prática o plano emergencial e o treinamento com as comunidades no qual investimos o necessário para diminuir possíveis transtornos.

Ações

As equipes já concluíram o trabalho com máquina no Canal do Ouro Negro, com pouco mais de 700 metros de extensão, da Santa Helena e do Distrito de Menino Jesus. Está concluída também a limpeza manual da Urbis I (caminho 14, 15 e 16), Urbis II, Saboaria.

O Canal da Santa Helena, um setor critico, e a Rua Maranhão, que alaga com a chuva, além da limpeza manual, estão passando por limpeza com máquina e recebendo também obra de drenagem. De acordo com o Sr. Adilson dos Santos, morador da Maranhão há 40 anos, a rua alagava sempre que chovia, invadindo as residências. “Que bom que estão arrumando esse canal, uma luta nossa de muitos anos. Agora não vamos mais sofrer escoando água de casa”, comemorou.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Everton Souza, essas intervenções são contínuas e necessárias para manter os córregos e canais sempre limpos. “Temos muito trabalho por conta do descarte, pela população, de móveis em lugares inadequados. O que mais encontramos nestas limpezas são pneus, sofás, colchões, fogão, geladeira, baldes, tonéis e sacos plásticos”, lamenta Everton.

Chuva hoje

Os serviços realizados diminuíram os efeitos da chuva (em 2h foram 40 mm) desta quinta-feira, 21, mas o entupimento com lixo de uma boca-de-lobo e a colocação equivocada por desconhecidos de entulhos de construção civil numa vala aberta para na Rua Wanderley de Araújo Pinho prejudicaram as ações da Defesa Civil e da Sesp provocando alagamento na Saboaria.

Os secretários da Sesp, Carlos Ibiapina Jr, de Obras, Francisco Fialho, de Emprego e Renda, Junior CCA, o subsecretário de Serviços Públicos, Adjair Esteves,  estiveram pela manhã no local para adotar as providências.

Carlos Ibiapina Jr., secretário de Serviços Públicos, pontuou o comprometimento e afinco da equipe técnica da Defesa Civil e de funcionários da Sesp no trabalho de prevenção, seguindo intensamente o cronograma para proteger as comunidades. “Temos uma excelente equipe técnica que está realmente à serviço da população e sempre implementando ações para facilitar a vida dos moradores. E vamos continuar alerta o tempo que fora necessário.

Edcarla Teles

DRT – 4740/BA

COMPARTILHAR