Candeias: “Pretendo dar ao nosso povo a dignidade que ele merece”

80
Vereador Arnaldo Araújo (MDB) / Candeias/BA

“Quero dar aos candeenses melhores condições de vida pelas potencialidades da cidade, uma das maiores receitas da Bahia”

O candidato a reeleição, Arnaldo Araújo (MDB), empresário e vereador com a maior votação em 2016, tem certeza que a Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, pode melhorar a qualidade de vida de cada um cidadão ou cidadã que mora na cidade, que teve, em 2018, R$ 447 milhões em arrecadação, e, em 2019, mais R$ 353 milhões (total R$ 800 mi em 2 anos), boa parte fruto do suor dos candeenses (mais de R$ 210 milhões do bolso de empresários e cidadãos da cidade).

Apesar disso, afirma Arnaldo, Candeias tem má qualidade na saúde (hospital sob intervenção, sem médicos e equipamentos adequados que causam mortes), educação com escolas e merenda escolar deficientes (até com produtos vencidos), servidores com salários aviltados, empresários e comerciantes com altas taxas de impostos e população de baixa renda abandonada pelo social”.

Inaceitável ver um candeense sem poder comprar as necessidades básicas enquanto o prefeito gasta com propaganda enganosa e ainda faz contrato para ter o nome divulgado na imprensa e a saúde e o social entregue a alguém tão incapaz de respeitar o ser humano”, afirma Arnaldo (15.123).

Nesses 3 anos e 10 meses no primeiro mandato tem certeza que pode respeitar os mais de 1.220 votos que recebeu em 2016 com a apresentação de dezenas de projetos, pedidos de providências, indicações aos Executivos municipal e estadual e denúncias contra desmandos da omissa administração municipal que ficou mais grave na pandemia da covid-19 quando médicos foram demitidos, postos de saúde fechados e pessoas morreram por negligência no Luiz Viana e no Hospital José Mário dos Santos (Ouro Negro).

Durante a campanha percebo o apoio e a recepção de muitos candeenses que reconhecem o trabalho que pude realizar na Câmara, apesar de manobras realizadas por aqueles que preferem estar ao lado dos erros do prefeito ao invés de defender o povo”, garante Arnaldo Araújo.

Entre as medidas, o vereador pediu a reabertura da agência do INSS, reforma administrativa municipal séria e decente, qualidade nas obras conquistadas até por gestões anteriores, inclusão do debate da violência contra as mulheres nas escolas municipais, isenção de IPTU para pessoas com deficiência ou portadores de doenças crônicas, semana de orientação profissional, ações conjuntas da saúde e do social na Caroba, Malembá e Malembá de Baixo, entre outros.

A denúncias passam por omissão na saúde e no social e os escândalos da compra de respiradores, máscaras e ônibus superfaturados. Quanto aos respiradores, a Justiça Federal bloqueou quase R$ 1 milhão do prefeito e familiares e amigos “mãos limpas?”. Não se pode esquecer, acrescenta, que a empresa dos respiradores é a Manupa (Manipulação Ultra Planejada ou mutreta pura).

COMPARTILHAR