Candeias: Santa Clara, um bairro abandonado

650
Posto de Saúde da Família (Santa Clara / Candeias/BA) / Fotos: Assessoria Arnaldo Araújo

O bairro, que fica próximo ao Centro da cidade e do Santuário Nossa Senhora das Candeias, um dos pontos turísticos religiosos mais tradicionais da Bahia, está esquecido e abandonado pela atual gestão municipal, apesar dos votos que teve na campanha de 2012 (vereador) e 2016 para prefeito, quando abraçava crianças, adolescentes e idosos. A comunidade tem hoje aproximadamente 4 mil moradores.

O Posto de Saúde da Família, que deveria ter atendimento durante toda a semana, está praticamente aos escombros, abandonado pela administração de um médico e de uma supersecretária de saúde e assistência social. O atendimento – quando tem – é feito na escola Santa Clara. Pelo tempo de abandono, as instalações físicas, hidráulicas e elétricas da PSF devem estar definitivamente danificadas.

A reportagem conversou com moradores que se sentem traídos pelo descaso com a comunidade que sempre apoiou o atual gestor, mas que agora no poder Executivo, os ignora.

A crise da pandemia da covid-19 somente aumentou a desesperança da comunidade da Santa Clara. Quase tudo que já não ia bem piorou no bairro, lamentam os moradores.

A Fonte de Clarindo (foto abaixo) instalada há décadas está praticamente inutilizável em razão do descaso das Secretarias de Serviços Públicos e de Obras. Apenas, pela falta de água que chega às torneiras dia sim, dia não no bairro, a fonte é usada pelos moradores para pegar água para uso doméstico e, às vezes, lavar roupas.

Outro local de desrespeito flagrante da gestão de Candeias é a Praça Santa Clara sem bancos, iluminação precária e varrição e capinação são feitas de verão em verão. Somente a iniciativa de moradores possibilita minimizar o drama.

Mesmo a limpeza não é feita como acontece em outras localidades da cidade. Um morador chega a dizer que “aqui gari quase ninguém vê”.

As obras de colocação de cimento em algumas ruas reduziram o lamaçal, mas durante a chuva, a água corre forte para as áreas mais baixas inundando outros locais e até residências.

A obra da futura quadra esportiva, depois da chuva dos últimos meses, está praticamente destruída. O barranco desceu e a terra tomou conta do lugar. A outra que dá para o Malembá de Baixo ameaça despencar pelas rachaduras abertas na encosta onde a quadra foi construída. O desejo da comunidade da Santa Clara de ter um local para a prática esportiva vai indo por água abaixo ao lado da lama que se forma nos dias chuvosos.

Galeria de fotos:

COMPARTILHAR