Candeias: Secretaria de Saúde faz triagem para mutirão de combate ao câncer de próstata

435

A Secretaria Municipal de Saúde de Candeias, cidade na Região Metropolitana a 46 km de Salvador, vai realizar no próximo sábado, 24, a partir das 8h até às 16h, a triagem para o Mutirão de Prevenção de Câncer de Próstata dentro da extensa programação de ações desse tipo que vem sendo realizada desde o meio do ano como o de Catarata, Preventivo e de Mamografia já finalizados que atenderam quase 3 mil pacientes no Hospital Ouro Negro e também no estacionamento na Praça Dr. Gualberto Dantas Fontes.

Segundo a secretária de Saúde, Soraia Cabral, essa ação é fundamental e atende a uma necessidade da comunidade masculina candeense, principalmente, a de baixa renda que não tem acesso a planos de saúde, e dá sequência à atenção ao bem-estar da população, meta do prefeito Dr. Pitagoras Ibiapina, como foi feito com os idosos (homens e mulheres) na cirurgia de catarata e para as mulheres no preventivo e na mamografia este mês.

No próximo sábado, os homens, a partir dos 40 anos de idade, devem se dirigir ao Hospital Ouro Negro para passarem pela triagem com realização do PSA que vai avaliar a necessidade de exames complementares como o de toque por médicos especialistas.

O câncer de próstata atinge um em cada seis brasileiros totalizando mais de 60 mil novos casos por ano e quase 13 mil mortes.

Percebida alguma anormalidade, o paciente vai ser encaminhado para os exames complementares no mutirão.

Ao fazer o diagnóstico, o médico procura identificar a próstata, que fica logo à frente do intestino reto. Ele avalia o tamanho do órgão, os limites e características anatômicas habituais. A próstata normalmente tem consistência macia (como a da ponta do nariz), limites precisos e um sulco na região mediana, que a divide em dois lobos laterais (direito e esquerdo). O tamanho é equivalente ao de uma noz.

Prevenção

Já está comprovado, segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

A idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos pode aumentar o risco de se ter a doença de 3 a 10 vezes comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias.

Incidência

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

COMPARTILHAR