Candeias: Sindicato repudia atitudes de assessor e primeira-dama contra professora

332
Foto enviada por App

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra toda a cena patética e desrespeitosa contra uma cidadã que, pela Constituição Federal, tem o legítimo direito de se manifestar a favor ou contra qualquer situação

A diretoria do Sisemc (Sindicato dos Servidores do Município de Candeias) repudia o ato de um ex-assessor da Prefeitura que, durante uma atividade de campanha de reeleição atual prefeito, no dia 30 de outubro, tentou tomar à força o quadro no qual a professora Ana estava manifestando seus direitos atentando contra a dignidade humana de uma mulher e servidora.

Logo em seguida, houve a atitude da primeira-dama da cidade, que fez gestos obscenos para Ana Barros (professora e diretora do Sisemc), em claro incentivo a violência e desrespeito à cidadã no livre direito de se expressar.

O ato ocorreu na sexta-feira na Rua Wanderley Araújo Pinho, no Bairro do Sarandi (onde o prefeito fez ato de lançamento da pedra fundamental em 2017 e a obra começou há 4 meses, mas está parada. A verba é da obra é de emenda parlamentar da gestão passada), quando a professora reivindicava o pagamento dos valores do precatório Fundef, que a Prefeitura recebeu R$ 117 mi em 2019 e, sequer, reformou uma escola na cidade.

O Sindicato é uma entidade que defende o servidor público e não vai permitir que nenhum cidadão e servidor sejam tratados de tal forma sem reagir democraticamente.

A entidade declara declarou total e irrestrito apoio à Diretora Ana e a qualquer servidor que sofra qualquer coação de integrantes ou não da administração pública.

No fim, a diretoria afirma que o Sindicato sempre estará de portas abertas a todos e criou a hashtag #TodosporAnaBarros

COMPARTILHAR