Candeias: Vice aproveita a ‘farra familiar’ e emplaca cunhadas

924
A "Farra das Famílias" em Candeias/BA

Assim como o prefeito e a ‘prefeita ad hoc’, a vice Marivalda Silva conseguiu nomear as duas cunhadas na atual gestão

Seguindo a linha da administração de promover empregos para familiares e parentes com dinheiro suado do cidadão e cidadã candeenses, a vice-prefeita Marivalda Silva (PT), embarcou no “Trem da Alegria” e conseguiu nomear duas cunhadas em cargos na Prefeitura de Candeias, na Região Metropolitana a 46 km de Salvador.

O Diário Oficial do Município publicou as nomeações de R. S. J. S. e F. S. S., ambas para os cargos de Assessor Técnico, com um detalhe da retroação nas contratações.

As duas publicações ocorreram na segunda-feira, mas as mesmas têm direito ao salário do mês de fevereiro já que, no DOM ficam contratadas a partir de 1º do mês passado, apesar de transcorridos 22 dias de março. O salário varia de R$ 2 mil a 2,6, e se houver gratificação pode dobrar.

Assim se estiveram na Seplandur (Secretaria de Planejamento Urbano) ficaram descobertas pelas Leis Trabalhistas por 50 dias, o que fere as normas do País embora isso não seja preocupação para o prefeito que responde a processo por suposto superfaturamento na compra de respiradores e máscaras durante a pandemia e ele, além da secretária de Saúde à época (primeira-dama e prefeita ad doc), do atual secretário de Saúde, Marcelo Cerqueira, de funcionários das empresas Manupa e da Kenann e têm R$ 1 mi bloqueado pelo Justiça Federal.

Se as mesmas não compareceram à Secretaria esses 50 dias recebem os salários, mas podem ser consideradas “fantasmas”, algo comum na gestão do prefeito “Mãos Limpas” que, segundo um dos assessores principais – em declínio no Palácio Ouro Negro pelas derrapadas constantes e erros grosseiros – não era na mais do que um “passador de receita”.

Aliás, os nomeados S. M. C, irmão da primeira-dama, na Câmara Municipal, R. M., genro da mesma, e S. A. B, esse último deixou a Secretaria de Governo e foi transferido recentemente para a Secretaria de Serviços Públicos, onde deve comparecer entre 2 a 4 vezes por mês, também podem ser considerados da “Família Fantasminha”. Inclusive o último, é da família dos proprietários da casa na Pitanga onde o prefeito mora.

NR.: O que significa “apertar o dedo” ou “dar uma lição“? Soa tons de ameaça contra alguém.

Yancey Cerqueira, Dr. h.c

Radialista DRT/BA 06

COMPARTILHAR