Candeias: Vila Benedito vai realizar sonho da casa própria para 126 famílias

2371
Secretário de Obras, Francisco Fialho, em visita à Vila Benedito, no Sarandi

Conjunto residencial e área urbanizada, no Bairro do Sarandi, próxima ao estádio Davi Caldeira que está em reforma, vão ser entregues antes do fim do ano depois de uma década de espera e angústia

Para muitos um carro de luxo importado ou uma casa à beira da praia são o desejo de consumo, mas para milhões de brasileiros de baixa renda a casa própria é o grande sonho da vida, e ele vai se realizar para 126 famílias de baixa renda (aproximadamente 400 pessoas), muitas do Bairro do Sarandi, até o fim deste ano depois de uma espera de mais de 10 anos desde o início da obra no governo Maria Maia, que deixou o cargo em junho de 2012, e com a chegada do alcaide Sargento Francisco, foi paralisada no fim daquele ano até 2018. Nesse período, as 62 quase inacabadas foram ocupadas pelas famílias inconformadas com o descaso da Prefeitura.

Mas, o Conjunto de 126 casas está com mais de 60% da obra pronta e tem sido acompanhada diretamente pelo prefeito Pitagoras Ibiapina, PP, e pelos secretários de Desenvolvimento e Assistência Social, Joelma Aneide, e de Obras, Francisco Fialho.

Retomada

Quando as obras foram retomadas no meio do ano passado, apenas 26% estavam concluídos com 62 residências inacabadas, que foram ocupadas pelos futuros moradores em razão do descaso, das 126 moradias, e hoje 90 residências estão em fase final e as demais ficam prontas até maio, segundo engenheiro da obra, Silas Dourado, da SJ Engenharia, empresa responsável pelo serviço, que recebeu a equipe do tudonews.com.br antes do fim do ano para falar sobre o andamento da construção do Conjunto Vila Benedito Magalhães, sobre a urbanização de toda área e locais ao redor do estádio Davi Caldeira.

Segundo Silas, a obra deve ser entregue antes do prazo contratado pela Caixa Econômica Federal e pela Prefeitura de Candeias, que é setembro deste ano.

O gerente da obra, engenheiro-residente Cláudio Lopes, informou que mais de 110 homens trabalham diariamente no canteiro para atender as necessidades de finalização no prazo previsto, mas esse quantitativo varia e pode aumentar ou mesmo diminuir para que não haja solução de continuidade e seja cumprido o que foi contratado.

Segundo eles, é determinação dos diretores-proprietários da San Juan Engenharia, Daniel e Henrique Andrade, que o Conjunto Residencial Vila Benedito seja concluído antes do prazo, ou seja, até meados de 2019.

Prazo e verba

A obra vai custar em torno de R$ 8,2 milhões, dos quais hoje R$ 4,51 mi do Governo Federal e o restante R$ 3,69 milhões (ou mais por causa do atraso provocado pelas gestões passadas) da Prefeitura de Candeias

Segundo o secretário de Infraestrutura e Obras da Prefeitura de Candeias, Francisco Fialho, o prefeito procura saber a cada semana sobre a construção da Vila Benedito, como ficou conhecida o conjunto residencial, e ele lembra que depois de 6 anos abandonada, o trabalho foi retomado, mas foi preciso dialogar, e muito, com as famílias que ocuparam as casas inacabadas e que foram atendidas socialmente e deslocadas, trabalho esse realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Assistência Social.

Fialho informou que, além das 126 casas com dois quartos, bainheiro, cozinha, sala e área de serviço com aproximadamente 32 metros2, ruas serão pavimentadas com paralelepípedos, iluminação pública, água encanada e condições dignas de moradia.

O financiamento foi reativado com a Caixa que liberou mais de R$ 8,2 milhões para a realização e finalização da Vila Benedito, e a contrapartida da Prefeitura de Candeias em torno de 45% do valor (R$ 3,69 milhões). A contrapartida (o valor a ser investido pela Prefeitura) deve ter sido a razão que o gestor anterior não concluiu a obra.

Social

Segundo a secretária Joelma Aneide, de Desenvolvimento e Assistência Social, o que a Sedas realiza com apoio das lideranças locais é um trabalho técnico social de apoio e orientação às famílias com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento socioambiental da comunidade Vila Benedito, por meio de ações voltadas para os eixos: educação sanitária e ambiental, mobilização e organização comunitária, proporcionando as famílias em vulnerabilidade social e econômica, inseridas no projeto oportunidade de participação no processo de decisão e implementação deste, criando o sentimento de pertencimento, bem como incentivando a melhoria da qualidade de vida, através de ações socioeducativas e proativas voltadas para a qualificação profissional com vista a geração de trabalho e renda.

Durante os meses de outubro a dezembro de 2018, foi realizada a atualização cadastral de 63 famílias residentes e domiciliadas no conjunto habitacional Vila Benedito, situado no bairro do Sarandi, tendo como objetivo realizar a atualização cadastral e complementação do diagnostico social.

Regularização

A Secretaria de Planejamento de Candeias faz o trabalho de regularização da documentação da área e das casas, que serão próprias assim que foram entregues aos proprietários. A documentação, segundo o secretário Robson Santana, dá posse definitiva das residências e do terreno aos donos, o que impede futuras complicações jurídicas. Esse trabalho é muito importante para garantir o uso definitivo.

Moradias

Com a entrega em breve de mais 126 moradias, a atual gestão completa mais de 500 casas para famílias de baixa renda juntamente com o Condomínio Minha Casa, Minha Vida, no Bairro da Areia, habitada a partir de dezembro, obra que também levou quase dez anos para ser entregue para 380 famílias, totalizando aproximadamente 1.800 pessoas beneficiadas realizando o ‘sonho da casa própria com dignidade’.

Nos dois casos, o ‘descaso’ da gestão passada, inviabilizou moradias urbanizadas para milhares de candeenses.

COMPARTILHAR